Ônibus Volkswagen: 25 anos nas concessionárias de todo o Brasil

Há 25 anos a rede de concessionárias da Volkswagen Caminhões assumia um novo desafio: apresentar ao cliente os ônibus Volkswagen, que nasciam sob medida para o transporte coletivo de passageiros e inauguravam a presença da marca nesse segmento.
Heitor Tosi Neto, concessionário da marca, lembra-se bem desse momento. “Tínhamos a missão de ser uma  opção competitiva e concreta aos empresários, provar que o nosso produto era bom e estaríamos ao lado do cliente no pós-vendas para todo e qualquer auxílio. E isso foi muito bem feito pela rede, com irrestrito apoio da VW.”
O projeto junto à rede de concessionários começou anos antes do lançamento e envolveu o preparo para o ingresso nesse novo negócio, que trouxe uma série de novidades em todos os âmbitos. “Era uma nova cultura: nova marca, novo modo de oferecer veículos, novo modelo no negócio de ônibus”, destaca o empresário, hoje também presidente da ACAV (Associação dos Concessionários MAN Latin America).
Tosi exemplifica que os investimentos na representação da nova marca já deixavam bem clara a premissa dos ônibus Volkswagen. “Adquirimos peças, ferramental específico, treinamos o pessoal de pós-vendas, mas não foi necessário fazer grandes mudanças na estrutura das concessionárias. Compramos, sim, uma oficina móvel, um caminhão VW 7.100 que ia às garagens dos clientes para manutenção e acompanhamento próximo. Ou seja: estávamos onde o cliente estivesse.”
A fórmula deu certo: a função de monitores de ônibus, criada com pioneirismo pela VW Caminhões e Ônibus, continua com força na rede em todo país. São 80 profissionais atendendo cerca de 22 mil veículos por ano, o que soma mais de 550 mil Volksbus monitorados ao longo dessa história. A rede de concessionárias também é destaque: são 80 pontos de atendimento dedicado ao cliente de ônibus, o que representa a maior capilaridade do Brasil.
“O papel do monitor de ônibus foi preponderante para o negócio desde o início. O cliente sentia que podia confiar, que era só o começo de uma parceria duradoura, que anda paralelamente ao contínuo desenvolvimento da engenharia, graças à troca de experiências”, relembra Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da MAN Latin America.
“Vínhamos com um conceito diferente, pautado no veículo sob medida, com testes nos clientes e acompanhamento nas garagens. Esse processo permeia toda nossa estratégia continuamente. E claro, a rede se dedicou e acreditou desde o início”, complementa Alouche.
Para Tosi, o legado dos 25 anos de Volksbus é bastante comentado pelos clientes em toda a rede. “Trata-se de um produto desenvolvido nas garagens, junto com os frotistas, quebrando paradigmas e abrindo o mercado. Valorizamos os clientes com suas opiniões”.
FONTE: MAN Latin América 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário