Projeto de lei quer proibir a circulação de caminhões a diesel a partir de 2025 em São Paulo

Entre os assuntos mais comentados desta semana está o Projeto de Lei (PL) 643/2017, de autoria do vereador Antonio Donato (PT), que tem como principal objetivo proibir a circulação de veículos movidos a diesel na capital paulista a partir de 2025.
Se aprovado, o efeitos do projeto de lei passariam a valer para veículos de passageiros nacionais e importados em 2023 e para todos os veículos pesados fabricados antes de 2009 em 2025. 
Além da restrição da circulação de veículos a diesel em São Paulo, SP, o projeto de lei pretende também restringir a venda do combustível já a partir de 2020, consequentemente reduzir a emissão de gases poluentes, atingindo carros, picapes, caminhões e ônibus. 
Em caso de aprovação, a restrição a circulação terá o seguinte cronograma: 

A partir de 01 de janeiro de 2020
Os postos de combustíveis localizados no município de São Paulo só poderão comercializar óleo diesel mediante adição, em volume, de no mínimo 20% (vinte por cento) de biodiesel.

A partir de 01 de janeiro de 2023 
Ficam proibidos de circular no município de São Paulo os veículos de passageiros, incluindo os de uso misto, nacionais e importados, movidos a óleo diesel. A proibição se aplica aos veículos de transporte com capacidade de carga até 2.500 kg e aos veículos de transporte de passageiros com capacidade de até 22 pessoas, excluindo o motorista.
A partir de 01 de janeiro de 2025 
Ficam proibidos de circular no município de São Paulo todos os veículos pesados movidos a diesel, assim entendidos caminhões e ônibus, fabricados antes de 2009, exceto aqueles que atendam aos níveis de emissões estabelecidos pela fase "P6" do Proncove - Programa de Controle de Emissões Veiculares, instituído pelo CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente.

A partir de 01 de janeiro de 2030 
Ficam proibidos de circular no município de São Paulo todos os veículos pesados movidos a diesel que não atendam aos níveis de emissões estabelecidos pela fase "P7" do Proncove - Programa de Controle de Emissões Veiculares. 

Confira na íntegra o Projeto de Lei: CLIQUE AQUI 

Proibição em âmbito nacional
Já no Senado Federal em Brasília, tramita um projeto de lei semelhante, que proíbe a venda de veículos novos movidos a gasolina ou diesel a partir de 2030 e, a partir de 2040, proíbe a circulação de qualquer veículo desse tipo.
Segundo o autor do projeto, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), o PLS 304/2017 é baseado em decisões semelhantes tomadas em outros países, como por exemplo, o Reino Unido e a França que querem proibir a venda de veículos movidos a combustíveis fósseis a partir de 2040; a Índia, a partir de 2030 e a Noruega, já em 2025. 


TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

4 comentários:

  1. deviam tomar vergonha na cara e ver a qualidade dos combustíveis brasileiros e tambe´m cuidar do desmatamento da Amazonia, que ninguem faz nada, porque o interessante pra estes políticos calhordas e a corrupção

    ResponderExcluir
  2. oie somos casal de mogi das cruzes ela adora brincar email : casalbiritibamirim@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Projeto de lei por si só criminoso. Proíbe, basicamente, que o povo se locomova com liberdade e que se distribuam as mercadorias. Ou vocês acham mesmo que nessas datas citadas pelo iluminado parlamentar os veículos elétricos estarão difundidos (e a preço acessível), assim com hoje são os movidos a gasolina/diesel? Qual o percentual de veículos elétricos (pior ainda, pesados) em circulação no pais? Coisa de regime totalitário, sem dúvida.

    ResponderExcluir
  4. Isso mesmo marquem bem a cara desses políticos ai que votarem a favor desses projeto absurdo porque quando começar a faltar comida pro seus filhos comerem vcs vão bater na porta deles ou vcs acham que o alimento que nos caminhoneiros levamos pra vcs ai de São Paulo vai começar a chegar de avião ou quem sabe os políticos busquem pro povo de São Paulo

    ResponderExcluir