Paraguai autoriza a circulação de bitrens para o transporte de soja

O Ministério das Obras Públicas e Comunicações (MOPC) do Paraguai autorizou na última semana, a circulação de bitrens na região norte do país. A autorização foi confirmada através da Resolução nº 74, de 17 de janeiro de 2018.
De acordo com a publicação, a circulação de bitrens brasileiros em solo paraguaio acontecerá de forma experimental em um trecho da Route Nacional No. 5 que liga a fronteira de  Pedro Juan Caballero (PY) - Ponta Porã (BR) ao porto de Concepción. Destaca-se ainda que serão autorizados apenas os bitrens para transporte de soja.
A Resolução do órgão paraguaio estabelece os seguintes requisitos para a circulação de bitrens, cavalos mecânicos com tração 6x4, acoplado a dois semi-reboques, cada um com um eixo em tandem (eixo duplo com rodas duplas), conectado com acoplamentos de tipo B (chassi estendido do primeiro semi-reboque com quinto roda à qual o segundo está ligado) e até sete eixos por combinação de veículo de carga (CVC). 
A autorização do Ministério Paraguaio limita ainda a quantidade de bitrens brasileiros que poderão ingressar diariamente no país. Estima-se que 205 caminhões com soja entrarão no país por dia e, de acordo com a autorização do MOPC, 50% devem ser da frota paraguaia e 50% brasileira.
De acordo com o porta voz da Associação de Comerciantes e Industriais de Concepción (ACIC), Rodrigo Fleitas, a limitação garante o cumprimento de um acordo assinado com parceiros do Mato Grosso para que, pelo menos por mais um ano, os transportadores de Concepción continuem usando os caminhões convencionais, diferentes dos bitrens. 
Fleitas destaca ainda que a entrada de bitrens no percurso de 300 quilômetros entre a fronteira do Brasil e o porto de Concepción impulsionará a região norte do Paraguai e desenvolverá uma nova estrutura de logística para o país. 
A circulação de bitrens brasileiros de forma experimental está prevista para começar a partir do dia 20 de fevereiro, data em que o terminal fluvial de Concepción entrará em operação.

Contra a circulação de bitrens brasileiros
Vale lembrar que esta é a segunda tentativa de autorização para o ingresso de bitrens em solo paraguaio. Em maio de 2016, um protesto de 20 dias organizado Federação dos Caminhoneiros Paraguai (FCP) conseguiu suspender o processo de regulamentação e autorização de circulação dos bitrens brasileiros. 
De acordo com a entidade, os bitrens brasileiros representam uma concorrência desleal para os caminhoneiros paraguaios, uma vez que não há condições para competir com os transportadores brasileiros. 

LEIA: Contra a circulação de bitrens

TEXTO: Lucas Duarte
Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário