Ford apresenta F-150 2018 com motor diesel V6 3.0 de alta eficiência

A Ford apresentou nos Estados Unidos o novo motor diesel V6 que vai equipar a linha 2018 da F-150, trazendo a maior potência e capacidade de carga da categoria e um padrão inédito de economia. Além de gerar mais de 250 cv de potência e 60 kgfm de torque, o avançado Power Stroke de 3.0 litros tem alta eficiência energética, com consumo estimado de 12,75 km/l.
O propulsor também garante ao modelo a maior capacidade de carga útil e reboque do segmento, de 916 kg e 5.170 kg, respectivamente, reforçando a liderança da picape que completou 41 anos como a mais vendida dos EUA. Com isso, a linha F-150 passa a oferecer seis opções de motores no mercado norte-americano.
Desenvolvido para os consumidores que transportam carga e reboque com frequência, o novo motor V6 3.0 usa a mesma tecnologia do motor de 6.7 litros que equipa a linha de picapes Série F Super Duty para serviço pesado. Ele atinge o torque máximo a apenas 1.750 rpm e tem uma entrega contínua de força em todas as faixas de rotação, ideal para transportar cargas pesadas em longas distâncias.
O novo diesel V6 tem bloco de ferro grafite compactado, turbo de geometria variável de alta eficiência e sistema de injeção de combustível de alta pressão (29.000 libras por polegada quadrada) para operar de forma suave, silenciosa e com baixas emissões.
A carroceria de liga de alumínio de alta resistência, de nível militar, introduzida em 2015, é uma das inovações que garantem o nível inédito de eficiência da F-150. Essa construção revolucionária reduz em mais de 300 kg o peso do veículo, abrindo espaço para a instalação de novos equipamentos e ampliação da capacidade de carga.
Outra novidade do motor V6 3.0 é a substituição da ventoinha elétrica de arrefecimento do motor por um sistema mecânico de embreagem viscosa que garante o seu desempenho mesmo em condições extremas, junto com um sistema ativo de abertura e fechamento da grade do radiador.
“Sabemos que os motores a diesel concorrentes com ventoinha elétrica perdem potência em calor e altitude extremos. Por isso, optamos por um ventilador mecânico viscoso, capaz de circular muito mais ar através do radiador e do intercooler nessas condições”, explica David Ives, especialista técnico de motores diesel da Ford.
Em condições moderadas de direção e reboque, a ventoinha é desacoplada e as aletas do radiador são fechadas para melhorar a eficiência aerodinâmica. O novo propulsor vem com uma transmissão automática SelectShift de 10 velocidades especialmente calibrada para otimizar a sua curva de torque. A picape traz também sistema Auto Start-Stop de série para reduzir o consumo de combustível.
FONTE: Ford 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário