Transporte Rodoviário de Cargas dá primeiros sinais de recuperação em 2017

O transporte rodoviário de cargas é a principal atividade do setor de transporte no Brasil, sendo responsável por mais de 35,0% da receita líquida do setor. Responsáveis pelo deslocamento de mais de 60,0% das cargas no país, foram exatamente essas as empresas que mais sofreram com a crise econômica.
Os dados da Sondagem Expectativas Econômicas do Transportador 2017 indicam que a atividade começou a se recuperar neste ano. Apesar disso, 31,9% dos participantes revelaram que o desempenho de suas empresas, em 2017, foi inferior ao estimado.
Questionados sobre a receita bruta, 50,1% dos entrevistados afirmaram que apenas mantiveram o nível de faturamento de suas empresas. Contudo, 19,7% deles já registraram aumento em relação a 2016. Isso foi possível dado o aumento do número de viagens - que aumentou para 31,2% das empresas participantes -, fortalecendo a percepção de início de uma lenta e gradual retomada da atividade econômica brasileira.
No que se refere à utilização dos veículos, os entrevistados declararam uma redução da ociosidade. Em 2016, 54,3% dos transportadores rodoviários de cargas participantes da Sondagem afirmaram que, em mais de 20,0% das viagens, seus veículos circulavam vazios. Já em 2017, esse percentual caiu para 41,4%. Questionados diretamente sobre o percentual de viagens vazias, 14,7% dos transportadores revelaram que perceberam queda em relação a 2016. Ou seja, houve ganho na eficiência da operação do transporte entre 2016 e 2017. 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário