Tanqueiros encerram paralisações em MG, RJ e RS

Transportadores de combustíveis dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul encerram na noite desta sexta-feira (8), os protestos contra os elevados preços dos combustíveis provocados pela elevada carga tributária. 
A paralisação que teve início na madrugada da última quinta-feira (7), se concentrou principalmente nas portas das principais distribuidoras dos estados, como por exemplo em Betim - MG, Rio de Janeiro - RJ e Ijuí - RS. Houve registros de desabastecimentos em postos da capital e mineira e carioca. 
Confira abaixo como foi o desfecho das paralisações em cada estado: 

Minas Gerais
Após uma reunião com as distribuidoras e o governo do Estado, representantes do Sindicato dos Transportadores de Combustível e Derivados do Petróleo de Minas Gerais (Sindtanque-MG) definiram pelo fim da greve na noite desta sexta-feira (8).
Diante do desabastecimento provocado em apenas dois dias de abastecimento, o Governo de Minas agendou uma reunião com o sindicato da categoria para a próxima terça-feira (12). Já o Sindtanque-MG garantiu a retomada do transporte de combustíveis no estado neste sábado (9). 
Rio de Janeiro 
Já no estado carioca, uma reunião também colocou fim a paralisação dos transportadores de combustíveis no Rio de Janeiro. O encontro no Palácio da Guanabara contou com a participação de sindicatos que representam as transportadoras de combustíveis, do vice-governador Francisco Dornelles, do secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa e do presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano.
Segundo informações, durante a reunião ficou definido a criação de um grupo de discussão para negociar pontos questionados pelos transportadores. 

Rio Grande do Sul 
Em Ijuí - RS uma nova liminar nesta sexta-feira (8) colocou fim ao bloqueio dos transportadores que acontecia em frente a uma base de distribuição da Shell.  

TEXTO: Lucas Duarte
Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário