Grupo G10 investirá R$ 75 milhões em renovação de frota

Recentemente um levantamento feito pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) relevou que o transporte rodoviário de cargas deu os primeiros sinais de recuperação em 2017. Para o próximo ano as expectativas são de que o setor continue retomando o crescimento de forma gradativa.
Prova das boas expectativas para 2018, é o investimento relevado pelo Grupo G10, localizado em Maringá, Paraná e formado por quatro grandes transportadoras independentes do estado. 
Em entrevista a jornalista Maria Cristina Frias responsável pela Coluna Mercado Aberto no jornal Folha de S. Paulo, o Grupo G10 relevou um investimento de R$ 75 milhões na renovação de sua frota de caminhões em 2018.  
"Os últimos dois anos não permitiram a troca dos veículos. Em 2017 aportamos cerca de R$ 50 milhões na compra de novos itens, mas ainda não é o suficiente", afirmou Claudio Adamuccio, diretor Administrativo da Transpanorama, atualmente a maior empresa do Grupo G10. 
Segundo Adamuccio, somente a Transpanorama foi responsável pela compra de 70 novos conjuntos (cavalo mecânico + implemento) em 2017, totalizando um investimento de R$ 30 milhões em frota. 
A expectativa do grupo é de que o faturamento de 2017 cresça 10% em relação a 2016, ano considerado ruim para o transporte rodoviário de cargas.  "Este ano foi bom para as nossas transportadoras por conta da supersafra e pela retomada da economia, por isso recuperamos a capacidade de investimento", afirmou o executivo. 
Já para 2018, as expectativas de crescimento do Grupo G10 são tímidas. "Dificilmente a safra de grãos chegará aos níveis registrados em 2017, mas com o ganho em transportes de bens industrializados, prevemos alta de 5%", concluiu o executivo. 

Grupo G10 em números
Receita bruta em 2016: R$ 1,1 bilhão 
Frota de veículos atual: 1.600 caminhões
Número de colaboradores: 3500 colaboradores 


TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Folha de S.Paulo
Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário