Cuide do diesel de seu caminhão

Para tentar evitar a contaminação do deisel em seu caminhão, a Bosch preparou um documento auxiliando o motorista a identificar um diesel de qualidade, os sintomas em caso de diesel contaminado e exalta a importância da manutenção adequada do caminhão, sobretudo para o novo diesel S-50, muito mais sensível à contaminação.
"Os contaminantes mais comuns do Diesel são a água, as micropartículas e o uso indevido de combustível misturado" avalia Daniel Lovizao, Engenheir o de Assistência Técnica da divisão Automotive After Market da Robert Bosch.
Dicas:
A presença de água no combustível pode ter origem: 
- Na condensação dentro de tanques, devido à variação de temperatura. Este processo pode ocorrer no armazenamento e no uso; 
- Na utilização de combustível de qualidade não reconhecida, com potencial presença de água; 
- Na limpeza imprópria de tanques de transportes e armazenamento, deixando água em seu interior. 

A presença de micropartículas no combustível pode ter as seguintes origens: 
- Quando entram no sistema por meio de tampas mal vedadas ou respiros sempre aberto. Isso pode ocorrer no armazenamento e no uso; 
- No uso de filtros inadequados ou saturados, que já não impedem mais a entrada de micropartículas abrasivas; 
- Na utilização de tanques de transporte e armazenamento corroídos e enferrujados, contaminados com pó. 

O combustível indevido pode ter as seguintes origens: 
- Na utilizaç ão de um nível de mistura de biodiesel maior que o permitido pela legislação do país ou combustível de qualidade não reconhecida; 
- Na mistura com produtos não recomendados, como por exemplo, metanol, querosene, entre outros. 

Para evitar a contaminação e impedir que o funcionamento do veículo seja prejudicado pelo Diesel contaminado, a Bosch dá algumas dicas essenciais: 

- Mantenha o tanque cheio à noite; 

- Faça a drenagem diariamente, antes da primeira utilização do veículo; 

- Alguns tanques de combustível possuem recipiente separador de água, que devem ser limpos uma vez por mês; 

- Realize a revisão dentro do período especificado pelo fabricante; 

- Limpe o tanque de combustível a cada ano, fazendo sua troca a cada três anos; 

- Troque o tanque quando ele estiver enferrujado ou com qualquer outro dano; 

- Nos sistemas em que houver filtro com sedimentador, este deve ser retirado periodicamente pa ra limpeza e análise do combustível; 

- Os filtros Diesel devem ser trocados de acordo com a indicação do fabricante do veículo. "Os veículos que transitam por estradas de terra deverão trocar os filtros com maior freqüência", alerta o engenheiro da Bosch. 

- No caso de troca de filtro, utilize somente produtos de qualidade, pois são os únicos com capacidade de filtragem exigida pelo fabricante. "Os filtros devem ser trocados e não lavados e reutilizados", lembra Daniel Lovizaro. 

- Combustíveis com aditivos devem ser originados somente das refinarias. No caso de combustíveis misturados ou combinados, estes deverão ser usados somente segundo as normas de cada país; 

- A mistura de biodiesel requer os mesmos cuidados em relação à contaminação que o Diesel; 

- Complete o tanque somente em postos de confiança e de qualidade; 

- No abastecimento, vede corretamente a boca do tanque e o encaixe de marcador de nível; 

- Duran te o armazenamento nos tanques de Diesel, drene-o diariamente para evitar acúmulo de água; 

- Em tanques de armazenamento, deixe uma pequena inclinação na direção contrária ao abastecimento para que a água condensada seja drenada. "Eliminar a água evita também a formação de micro-organismos", avisa Lovizaro. 

- Em tanques de armazenamento não utilize ligas metálicas que contenham cobre, como latão e bronze, pois elas aceleram a formação de impurezas 

- O tanque de armazenamento deve estar bem vedado para impedir a entrada de água e partículas; 

- Não armazene o Diesel por muito tempo, pois isso favorece seu envelhecimento. O enferrujamento natural pode formar sedimentos que obstruem os filtros; 

- Não exponha o Diesel armazenado a temperaturas muito altas, pois isso facilita seu envelhecimento e sedimentação; 

- A limpeza do tanque de armazenamento deve ocorrer a cada dois anos, no máximo.
FONTE: Transpoonline 

Postar um comentário

0 Comentários