Martin Brower é destaque no ranking Melhores Empresas para Trabalhar

A Martin Brower, empresa de inteligência em soluções para cadeias de abastecimento, mais uma vez recebe um prêmio de reconhecimento por sua excelência. A companhia, fundada há 60 anos nos Estados Unidos, com 35 anos de atuação no Brasil, integra o Ranking Melhores Empresas para Trabalhar 2017 - Great Place to Work®. A cerimônia de entrega dos troféus ocorreu ontem, dia 29 de junho, no Blue Tree Premium Alphaville, em São Paulo (SP).
Na lista de Barueri e Região, a Martin Brower é destaque e conquistou a melhor colocação na área de logística e distribuição. “As nossas iniciativas são pensadas para valorizar e cuidar do nosso bem mais importante: as pessoas. Na Martin Brower, os colaboradores se preparam melhor para suas carreiras e contam com programas que trazem cuidado e satisfação a eles e suas famílias”, afirma Eniale Maion, diretora de Recursos Humanos e Comunicação Corporativa. Nesse ranking regional, a empresa conquistou o 18º lugar da classificação geral de 30 empresas.
Referência no tema “ambiente de trabalho”, a Great Place to Work® é uma ferramenta atual para mensurar a visão do colaborador referente à empresa e a eficiência da gestão organizacional. A pesquisa existe em 53 países. No Brasil, a GPTW divulga o ranking nacional, além das listas setoriais e regionais.

Programas de recursos humanos 
Um dos objetivos da Martin Brower é construir relacionamentos com respeito, integridade e confiança. Por isso, promove diversas ações e programas para que as pessoas mostrem seus potenciais, alcancem seus objetivos e sintam orgulho de fazer parte da equipe. Foram nove os pilares que a GPTW utilizou para definir seu ranking: Falar; Inspirar; Escutar; Desenvolver; Cuidar; Agradecer; Contratar; Celebrar; Compartilhar. Assim, dentre as diversas ações da Martin Brower nestas 9 esferas, destacam-se:

Programa de Prevenção de Acidentes com Veículos e Programa Armazém Seguro
Os dois são excelentes programas de segurança nas áreas operacionais. O primeiro nasceu em 2002, para estimular a direção segura e o reconhecimento dos motoristas. Já o segundo, que começou em 2005, tem o objetivo de reduzir os acidentes e o absenteísmo entre os colaboradores do armazém e, desde o início, gerou uma redução de cerca de 30% no número de incidentes.
As duas ações contam com a mesma bonificação. Quando os colaboradores completam a partir de um ano sem acidentes, são premiados com brindes e valores em dinheiro. Quando esse período ultrapassa os 10 anos, concorrem a um carro 0 km durante um evento.
Programa Mundial de MBOPEX
Trata-se de um programa de capacitação de Six Sigma e Lean para que os colaboradores implementem planos de melhoria. Em 2016, 36 pessoas treinadas apresentaram diversos projetos realizados, dentre eles: Redução nas transferências de um dos clientes da companhia; Redução do número de acidentes; Precificação variável de fretes; Revisão do processo de emissão das guias de recolhimento.

Semana da Saúde
Acontece anualmente, em agosto, para colaboradores de todos os turnos nas unidades Osasco, Curitiba e Recife. Na ocasião, são promovidas atividades e palestras relacionadas à saúde, bem-estar e qualidade de vida, além de meditação e sorteio de vários brindes. Todos realizam o exame de acuidade visual, que inclui diversos diagnósticos para a saúde dos olhos.

Family Day
Em 2016, a Martin Brower realizou a 1ª edição do Family Day em todas as suas unidades do Brasil. É um dia de descontração e muita festa, quando os colaboradores têm a oportunidade de apresentar seu local de trabalho às suas famílias.
Outras ações de destaque são a "Campanha Orgulho de ser MB", o café quinzenal com o RH e o almoço mensal com o Diretor Geral. Essas estão dentre muitas outras atividades que visam promover o bem estar no clima organizacional, desenvolver potenciais, oferecer conforto, celebrar datas especiais e dividir conquistas.
FONTE: Divulgação 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. InfelizmenTe a reportagem não ouviu os motoristas carreteiro se da Martin brower, esses que entram na empresa com a saúde perfeita e quando esses ficam doentes por conta do trabalho são demitidos e jogados de lado, acho que essé jornalista deveria escutar os motoristas que são a principal engrenagem no funcionamento da Martim Brower, que infelizmente hj não se preocupa com o bem estar dos seus motoristas. Alexandre CD Osasco

    ResponderExcluir