VÍDEO: Conheça o baú Multiuso

Recentemente duas imagens de um semirreboque baú, transportando grãos, causaram bastante repercussão nas redes sociais. Dentre os comentários algumas críticas, mas também muitas dúvidas e elogios. Diante da grande repercussão tivemos a oportunidade de conversar e conhecer um pouco mais sobre a empresa que desenvolveu o Baú Multiuso. 
A Multiuso Implementos Rodoviários é a empresa responsável pelo desenvolvimento da solução, que atualmente está disponível em diferentes configurações, desde semirreboque 3 eixos até rodotrens, sendo totalmente adaptável as necessidades do cliente.
A estrutura interna do Baú Multiuso é totalmente reforçada, impedindo a deformação das paredes e colunas, devido a pressão exercida pelos grãos durante o transporte. Outra vantagem da forração interna é que o grão não entra em contato com o alumínio, evitando assim uma eventual contaminação ou perda de qualidade. O Baú Multiuso conta ainda com cintas que unem as paredes internas, bicas de escoamento e alçapões de carregamento.     
Tratando-se de peso, um dos quesitos mais importantes atualmente no transporte rodoviário de cargas, o Baú Multiuso apresenta a mesma tara do semirreboque basculante. Em relação ao semirreboque graneleiro a diferença é de apenas 1 tonelada.
Lucas Ferla, sócio da Multiuso Implementos destaca alguns benefícios do Baú Multiuso, "entre os eventuais benefícios está o fim do ‘frete-retorno’, que corrói a margem de lucro das operações de transporte. Muitos transportadores ficam sem opção de carga em uma das pontas (carga ou descarga), tendo muitas vezes que se submeter a um frete muito baixo ou percorrer uma quilometragem considerável na busca de opções melhores".
Outro grande destaque do baú multiuso é sua vedação, que impede qualquer perda de grão durante o transporte. Estima-se que hoje há uma perda de 10% da safra de grãos nas estradas.
Segundo a Multiuso, as unidades comercializadas estão atendendo as expectativas dos clientes e sendo muito bem aceito nos parques de carga e descarga existentes no Brasil. "As primeiras unidades produzidas estão gerando uma aceitação fantástica, pois ele é mais versátil do que o graneleiro convencional, tem tara muito parecida, não perde grãos e ainda dá a opção de contratar o transporte de mercadorias variadas", completa Lucas Ferla. 
Atualmente a Furgobento Indústria de Furgões, localizada em Farroupilha – RS, é a única empresa licenciada para a produção do Baú Multiuso. Segundo a Multiuso Implementos há estudos visando a ampliação da rede de parceiros, porém é um processo cauteloso, em função da qualidade e garantia que a empresa quer proporcionar ao cliente. 

Confira o Baú Multiuso em operação:
TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. As partes externas do cavalo e do reboque está em contato com os grãos, é muito sujo desde urina a restos de animais mortos nos pneus, contaminação por lubrificantes e óleo diesel, achei péssimo, falta de higiene.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas isso já acontece a séculos no transporte de grãos. Toda carga de grãos no brasil entra em contato com partes externas do caminhão, não importa o quão tecnológico seja a carreta. Os locais de descarga tem mais contato com animais e sujeira do que tem no caminhão. Se tu visse como a maioria dos produtos e comidas saem da "natureza" até chegar ao seu prato, tu não comeria mais nada. A responsabilidade de limpeza e cuidado com os alimentos é das empresas que são contratadas para embalar esses alimentos.

      Excluir