Setor de transporte recorre à tecnologia para não desmoronar meio à crise

A crise da economia brasileira está fazendo com que centenas de transportadoras brasileiras entrem em falência. Quem mais está sentindo o prejuízo são as pequenas transportadoras familiares.
O transporte rodoviário é o termômetro da economia nacional. A temperatura das vendas no varejo e do consumo dos brasileiros é proporcional à movimentação dos transportes. A regra é simples: quanto mais transações comerciais, mais caminhões cruzando o país.
Assim, a queda do consumo, empresas de transporte começaram a fechar as portas e ou venderem parte de suas frotas de caminhões.
O setor de transporte e Logística no Brasil ainda é muito atrasado. Sem poder contar com trens e transporte marítimo de qualidade, muitas empresas optam por transportadoras pequenas. Essas, por sua vez, recorrem a motoristas que ficam mais de 24 horas sem dormir, para assim sobreviverem meio a crise.
A solução para alguns foi diminuir os custos, demitindo pessoas e economizando na manutenção da frota. Porém, para alguns foi o momento de investir em tecnologia.
Através de softwares de gestão de transportadoras (o chamado "Sistema TMS") algumas empresas passaram a reduzir custos e aumentar suas margens de lucro.
Sistemas TMS possibilitam que transportadoras entendam melhor os gargalos de seus gastos e passem a gerenciar melhor seus orçamentos e lucros.
Assim, meio a crise econômica, pequenas empresas passaram a aumentar seus conhecimentos em relação à tecnologia, se abrindo para novas oportunidades e a evolução do mercado.
FONTE: Terra 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário