Pedágios da BR-153 serão reajustados de novo e alta acumulada chegará a 108%

O preço do pedágio em todo o trecho paulista da BR-153 (Rodovia Transbrasiliana) deverá ser reajustado pela segunda vez em menos de seis meses. A tarifa básica para carros saltará para R$ 7,70, uma alta de mais de 108% em relação ao que era cobrado até o final do ano passado.
A informação foi confirmada pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) durante a audiência pública que debateu o projeto de duplicação da estrada. O evento foi realizado na última terça-feira (26) em São José do Rio Preto e contou com a presença de quase 50 pessoas. Ao todo, foram registradas onze sugestões para o projeto.
No final do ano passado, a valor da tarifa subiu de R$ 3,70 para R$ 4,30. De acordo com o superintendente de exploração de infraestrutura rodoviária do órgão federal, Luiz Castilho, que participou do evento, uma nova alta deverá acontecer ainda neste primeiro semestre, com a taxa aumentando mais R$ 3,40 de uma só vez.
Em nota, a ANTT explicou que o contrato de concessão firmado com a concessionária Triunfo Transbrasiliana prevê a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro através de reajustes no preço do pedágio ou aporte de recursos.
“Com os novos investimentos no trecho rodoviário e considerando as restrições fiscais atualmente presentes, o reequilíbrio econômico-financeiro será por meio da tarifa de pedágio”, diz a agência. “O valor, atualmente de R$ 4,30 para veículos da categoria 1, será de R$ 7,70 conforme já previsto em Resolução”, completa.
Esse novo aumento, porém, é condicionado a aprovação de projetos para duplicação de trechos da rodovia, realização de audiência pública e análise das propostas colhidas durante o encontro. As obras somam 88 quilômetros.
Já o presidente da Triunfo Transbrasiliana, Dorival Pagani, que também participou da audiência, afirmou que, caso o projeto de duplicação apresentado pela concessionária seja aprovado, as obras deverão começar no ano que vem.
AS OBRAS
Responsável pelo trecho de 321,6 quilômetros da rodovia federal, entre Ourinhos e Icém, ou seja, da divisa dos estados Paraná/São Paulo até a divisa São Paulo/Minas Gerais, a Triunfo Transbrasiliana deseja a duplicação da BR-153 entre o quilômetro zero e o km 51,7, denominado Lote 01, e entre o km 162 e o km 195, chamado Lote 03.
O projeto da concessionária prevê, entre outros pontos, a construção de um anel viário da base da PRF (Polícia Rodoviária Federal) até o entroncamento com a SP-333. Atualmente a BR-153 sofre descontinuidade no trecho entre a Avenida Jóquei Clube - em frente à Polícia Federal - e o Posto Gigantão. Quem vai sentido norte, por exemplo, precisa trafegar pela SP-294 e SP-333 até acessar novamente a rodovia federal.
Já o Lote 02, que prevê a duplicação do trecho urbano de Rio Preto, foi excluído por conta de um contrato assinado em 2014 com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), outro departamento do Ministério dos Transportes, no valor de R$ 186,9 milhões.
O prazo de concessão da concessionária Triunfo Transbrasiliana termina em 2033.

PARTICIPAÇÃO
Até o dia 6 de maio, a ANTT recebe, via internet, sugestões e críticas a cerca das obras. O endereço é o www.antt.gov.br. Na página é possível encontrar informações específicas sobre a audiência pública, como orientações acerca dos procedimentos relacionados à sua realização e participação. 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário