Facchini

Randon New R

Oceano azul: o grande potencial do mercado de aluguel de caminhões no Brasil

Frota de caminhões MB Actros adquiridos pela Addiante
Addiante/Divulgação
Google News 
O mercado de aluguel de veículos pesados no Brasil vem crescendo nos últimos anos, impulsionado por fatores como a expansão da economia, e a necessidade de redução de custos pelas empresas. Uma prova disso são os números levantados pela INDECX que apontam que 10,8% dos emplacamentos de caminhões foram realizados por locadoras, em 2023, contra 6,5% em 2022.


As perspectivas para 2024 são ainda mais positivas, com expectativa de crescimento de 14%, com emplacamento total de mais de 116 mil caminhões. Esse crescimento deve ser impulsionado pela continuidade da expansão da economia, o aumento da demanda por transporte de cargas e principalmente a necessidade de renovação da frota de veículos pesados pelas empresas.
 
A idade média da frota de caminhões no Brasil em 2022 é de 21,3 anos, segundo a Fenabrave e ACAV. Esse envelhecimento da frota é um problema para o setor de transporte rodoviário de cargas, por poder aumentar os custos operacionais, reduzir a eficiência e aumentar o risco de acidentes. A título de comparação, a frota de caminhões do Brasil é uma das mais velhas do mundo. Na Alemanha, por exemplo, a idade média da frota é de 8,1 anos, e nos Estados Unidos de 11,6 anos.
 
Importante destacar também que o envelhecimento da frota também pode trazer outros problemas relacionados as questões ESG, preocupação crescente entre empresas e transportadoras. Os caminhões mais antigos consomem mais combustível, aumentando as emissões de gases poluentes, além de possuírem sistemas de segurança mais antigos e menos eficientes, o que tornar maior o risco de acidentes, que podem causar danos ambientais e à saúde humana.
 

Ainda de acordo com dados da Associação Brasileira de Locação de Veículos e Equipamentos (ABLA), os setores da economia brasileira que mais locam caminhões são a construção civil, indústria, comércio e principalmente o agronegócio. Mas os setores Sucroalcooleiro, Mineração, Construção, Eletricitário, Florestal, Saneamento possuem também grande importância na carteira de clientes das grandes locadoras.
 
Para 2024, as expectativas para o mercado de aluguel de veículos pesados e positiva. O crescimento da economia e a necessidade de renovação da frota de veículos pesados pelas empresas também deve contribuir para o crescimento do setor. Além disso, a tendência de as empresas adotarem uma logística crescente de asset light, onde elas optem por terceirizar suas frotas para ter mais capital para investir em seu negócio principal.
 
O potencial do mercado de aluguel de caminhões no Brasil é grande, apenas 1,5% da frota é alugada. O Brasil tem uma frota de 3,5 milhões de caminhões, pouco mais de 10% dos Estados Unidos, sendo o país com o maior mercado de aluguel de caminhões do mundo. Esses números todos só mostram o potencial do mercado de aluguel de caminhões no país e o tamanho da oportunidade para as empresas do setor.


ARTIGO: CEO da Addiante

NOTÍCIA ANTERIOR PRÓXIMA NOTÍCIA