Facchini

Randon New R

Produção de caminhões recua 13% no mês de setembro

Mercedes-Benz/Divulgação

Mais de 15 mil caminhões foram produzidos no mês de setembro; ANFAVEA mantém expectativa de crescimento na produção em relação ao registrado em 2021

Google News
Impactada pelo menor número de dias úteis, a indústria brasileira de caminhões encerrou o mês de setembro registrando uma retratação na produção. A informação é confirmada pela Associação Nacional dos Fabricantes de Autoveículos (ANFAVEA).

De acordo com o balanço oficial da entidade, 15 mil caminhões foram produzidos em todo o país ao longo do mês de setembro, queda de 13,2% em relação ao mês anterior, agosto, quando 17,2 mil exemplares foram montados. Entretanto, no comparativo com setembro de 2021, quando, 13,8 mil caminhões haviam sido produzidos, a alta registrada neste ano foi 8,3%.


Já no acumulado do ano, ou seja, de janeiro a setembro de 2022, 116,7 mil caminhões foram produzidos em todo o Brasil, uma retração de apenas 1,4% em relação ao mesmo período de 2021, quando 118,3 mil exemplares haviam sido fabricados.

"Tivemos números um pouquinho abaixo do mês anterior, mas justificados pela questão do menor número de dias úteis. Então temos uma certa estabilidade nesses volumes e uma expectativa de que até o final do ano, a gente supere um pouquinho os números do ano passado", Gustavo Bonini, vice-presidente da ANFAVEA para veículos pesados.


Confira na íntegra os números da ANFAVEA: CLIQUE AQUI


NOTÍCIA ANTERIOR PRÓXIMA NOTÍCIA