New Holland Construction oferece curso de operação de máquina de construção para mulheres

New Holland Construction/Divulgação

Ação faz parte do movimento Juntas para Construir em parceria com a ONG Mulheres em Construção

Google News
A New Holland Construction, marca da CNH Industrial, realizou de 22 a 26 de agosto, em Sarzedo (MG), um curso de operação de retroescavadeira destinado às mulheres que desejam ingressar no mundo de operação de máquinas de construção ou alavancar sua carreira nesse segmento. A seleção foi realizada durante uma webinar da New Holland Construction, em março deste ano.

O curso faz parte do movimento Juntas para Construir, do qual a New Holland Construction é pioneira. A ideia é fomentar a inclusão de mulheres no setor de construção como operadoras de máquinas, uma profissão que ainda é, em sua maioria, formada por homens. A ONG Mulher em Construção, que promove a inclusão e a capacitação de mulheres para o mercado de trabalho por meio de cursos, workshops e oficinas gratuitas, é parceira desse projeto. A organização já atendeu mais de 5 mil mulheres interessadas em atuar na construção civil.


Giovanni Borgonovo, gerente de Marketing da New Holland Construction, conta que a ideia que deu início ao movimento foi motivada pela dificuldade de clientes em encontrar mão de obra qualificada.  “Quando ajudamos a criar mais oportunidades para que as mulheres tenham trabalho e conquistem a independência financeira, estamos também ajudando na sua autoestima e a terem mais igualdade também em um mercado que é sabidamente mais masculino. O objetivo do movimento Juntas para Construir não é apenas capacitar, é também incentivar a inclusão delas nesse setor e a suprir essa carência de profissionais qualificados”, diz Borgonovo.

As máquinas e equipamentos de construção estão cada vez mais conectados, modernos e sustentáveis, seguindo uma tendência mundial. Atualmente, os produtos da New Holland Construction saem de fábrica equipados com sistemas digitais que garantem mais eficiência, baixo custo operacional e maior rentabilidade. Porém, o mercado brasileiro tem máquinas em plena operação com até 15 anos de utilização. É preciso preparar profissionais para esta transição. Lidar com tanta tecnologia embarcada nos equipamentos mais novos exige capacitação. “Muitos fabricantes colocam à disposição dos seus clientes equipamentos modernos e conectados, porém, o país ainda sofre pela falta de gente para lidar com esse avanço digital. Infelizmente, pouquíssimos profissionais têm a capacitação necessária para operar estes equipamentos com máxima eficiência. Uma grande parte ainda aprende o ofício no dia a dia, com o amigo, parente ou operador mais experiente, o que nem sempre vem acompanhado das informações tecnoló­gicas presentes nos equipamentos mais modernos”, destaca Ésio Dinis, Gerente de Marketing de Produto da New Holland.


Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) apontam que a presença feminina no setor da construção civil no Brasil aumentou cerca de 50% na última década. Isso representa mais de 200 mil mulhe­res trabalhando nesse segmento.

Há demanda no mercado e a capacitação de mulheres para que elas possam se qualificar e disputar essas vagas é a forma que a New Holland Construction contribui com a inclusão e a evolução desse setor”, reforça a coordenadora de Brand Communication da New Holland Construction, Fernanda Cruz.

New Holland Construction/Divulgação
FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários