Caminhões Volkswagen, MAN e Navistar usarão motores Scania


Informação foi confirmada pelo próprio GRUPO TRATON; motor Scania de 13 litros e 460 cv será o primeiro a ser compartilhado entre as marcas

Google News
O GRUPO TRATON, subsidiária do Grupo Volkswagen e uma das maiores fabricantes de veículos comerciais do mundo, formada atualmente pelas marcas Scania, Volkswagen Caminhões e Ônibus (futuramente Volkswagen Truck & Bus), MAN, Navistar e RIO, revelou neste mês, importantes detalhes do futuro das operações na indústria. Destaque para o investimento em um sistema modular de produção, através do compartilhamento de componentes e tecnologias entre as marcas.

De acordo com o comunicado oficial do Grupo, o Sistema Modular TRATON está sendo introduzido de maneira gradual na produção de caminhões e ônibus. A novidade possibilitará o desenvolvimento, aquisição e produção mais eficiente e multimarcas, através da integração simples de vários componentes do veículo nos respectivos modelos das marcas por meio de interfaces padronizadas. Ainda segundo o GRUPO TRATON, o objetivo é que todas as marcas usem componentes e peças mais comuns, principalmente no trem de força, cabine, plataformas de software e chassis, mas sem abrir mão do fortalecimento da identidade e da oferta individual de cada uma e em seus respectivos mercados. 


"A colaboração aprimorada no Grupo com base em uma aplicação inteligente de modularização também permitirá ganhos de eficiência e amortecerá os investimentos necessários e custos mais altos de tecnologias futuras", afirma Christian Levin, CEO do GRUPO TRATON.

O primeiro passo do sistema modular de produção será o uso de motores Scania em caminhões MAN, Navistar e Volkswagen, iniciativa batizada de Common Base Engine (CBE). Segundo o GRUPO TRATON o primeiro propulsor compartilhado entres as marcas será o mais recente lançamento da montadora sueca, o motor de 13 litros, 460 cv de potência e 2.500 Nm de torque, considerado o melhor motor de combustão do Grupo, especialmente em termos de eficiência e economia. 


Em 2023 a Navistar será a primeira marca do grupo a receber o propulsor Scania. Já no ano seguinte, 2024, a MAN também passará a contar o motor sueco no portfólio de produtos. E por fim, somente em 2028, os caminhões Volkswagen também passarão a contar com o propulsor de sucesso da Scania.

"Com nosso Sistema Modular TRATON, podemos resolver o eterno dilema em nossa indústria: combinar escala com uma abordagem sob medida. Interfaces padronizadas em todo o Grupo permitirão uma troca de tecnologia muito mais rápida. Seremos capazes de usar soluções idênticas para as mesmas necessidades e, assim, atingir o máximo foco no cliente e melhores preço. Essa abordagem também nos permite resolver o problema da diferenciação da marca por meio de etapas de desempenho equilibradas", conclui Levin.


Postar um comentário

0 Comentários