Transportador ultrapassa marca de 1,6 milhão de km rodados com motor FPT F1A original

FPT Industrial/Divulgação

Proprietário de um furgão Peugeot Boxer ano/modelo 2009/2010, equipado com motor da Série F1, elogia o baixo consumo de combustível e o torque da motorização de 2,3 litros

Google News
A confiabilidade e a performance da Série F1 de motores da FPT Industrial acaba de ser comprovada por mais um cliente do transporte rodoviário de cargas. Proprietário de um Peugeot Boxer ano/modelo 2009/2010, equipado com o motor FPT F1A, Pedro Ivo Santos, da empresa 7LOG Cargo de Guarulhos (SP), utiliza o furgão no transporte de cargas aéreas e rodoviárias. Com mais de 1,6 milhão de quilômetros rodados, o motor do veículo nunca precisou de intervenções, mantendo suas características originais durante todo o uso.

Efetuando apenas substituições de peças de rotina, Santos elogia o baixo consumo de combustível e o torque da motorização de 2,3 litros e 127 cavalos de potência, principalmente quando dirige com o furgão carregado. Desde 2017, quando adquiriu o Boxer usado, já com 920 mil quilômetros rodados, o transportador manteve a manutenção do motor em dia, com trocas de óleo e correia dentada, conforme o manual do proprietário.


“Desde então só precisei substituir a bomba de combustível e o alternador. Trabalho transportando componentes automotivos. No início, rodávamos muito com o furgão na estrada. Hoje o utilizamos de forma mista. Gosto do consumo de combustível, acho um veículo bastante econômico de média, e do torque. Tem bastante força, principalmente para cargas de 1 tonelada”, aponta.

Ainda segundo o transportador, na estrada os resultados também são surpreendentes, destaque para uma média de consumo de até 17 km/l, permitindo rodar cerca de 950 quilômetros com um tanque de combustível. “Já tive caminhões leves com consumo maior”, pondera ele, para quem o furgão está bem dimensionado para o serviço. O transportador recomenda a motorização. “Com certeza, sempre recomendo”.


Destaque em todo o mundo
Líder em densidade de potência e torque, com a resposta de torque em regimes transitórios mais rápida da categoria, e resultado da experiência de mais de quatro décadas da FPT Industrial no segmento de veículos comerciais leves, a Série F1 representa cerca de 40% da produção da marca atualmente.

Segundo Edinilson Almeida, especialista de Marketing de Produto da FPT Industrial, depoimentos como o de Pedro confirmam a robustez dos motores da marca, além de ajudar a entender as necessidades de cada tipo de missão. 


“Os depoimentos dos clientes são um termômetro da realidade do uso diário. Como marca presente em diversos segmentos como on-road, de transporte de cargas, off-road, de máquinas agrícolas e de construção, marítimo e de geração de energia, estamos sempre próximos. Afinal, nosso lema é entender o olhar do cliente, para entregar a máxima eficiência”.
FPT Industrial/Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários