398 empresas que não respeitam direitos de caminhoneiros são denunciadas na ANTT

ANTT/Divulgação

Denúncias foram realizadas pela CNTA após pesquisa realizada com a categoria; caminhoneiros autônomos podem realizar novas denúncias de forma anônima

Google News
Com o objetivo de aprimorar a qualidade de vida e a profissão de caminhoneiros autônomos, a Confederação Nacional de Transportadores Autônomos (CNTA) realizou recentemente, uma pesquisa com a categoria para levantar o nome das empresas que desrespeitam os direitos dos profissionais e as leis que menos são cumpridas.



Segundo o balanço oficial da entidade, a primeira etapa da pesquisa levantou um total de 398 nomes de empresas que insistem em não cumprir as leis que protegem o caminhoneiro brasileiro. Ainda segundo a Confederação, todos os nomes foram repassados à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), afim de auxiliar na identificação dos locais que mais precisam de fiscalização.

Diante do resultado expressivo, a CNTA afirmou nesta sexta-feira, 6 de maio, que a pesquisa seguirá aberta para que mais pontos sejam identificados e, posteriormente, fiscalizados. Ainda segundo a entidade, os caminhoneiros interessados em participar, podem denunciar as empresas de forma totalmente anônima. 

Para participar da pesquisa e denunciar: CLIQUE AQUI



Postar um comentário

1 Comentários

  1. E qual empresa de transporte no Brasil que hage de maneira correta com o trabalhador seja o autônomo ou CLT... É só covardia.... por isso que ninguém mais quer ser caminhoneiro...

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, palavras de baixo calão, desrespeito ou ofensas não serão toleradas e autorizadas nos comentários.