Fretebras Superior

Governo Federal conclui obras de elevação da BR-364/RO

MINFRA/Divulgação

Seis segmentos da rodovia foram elevados para que não sejam tomados pelas águas em casos de cheias no Rio Madeira

Google News
O Governo Federal confirmou neste mês, a conclusão de uma obra fundamental para solucionar um problema histórico no Norte do país: a interdição da BR-364/RO, por alagamentos, devido a cheias no Rio Madeira. Vinculado ao Ministério da Infraestrutura (MInfra), o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) finalizou as obras de elevação de seis trechos da estrada (entre o km 875,987 e o 890,807), totalizando 10,34 quilômetros de intervenções na via.

A obra assegura a integração do Acre com os demais estados da Federação por meio malha rodoviária federal. Atualmente a BR-364/RO é o principal corredor logístico para o escoamento da safra de grãos produzida em Rondônia e nas porções Oeste e Norte do Mato Grosso. Pela rodovia, circulam aproximadamente 8 milhões de toneladas de grãos por ano.

O risco de alagamentos na região são críticos. Em 2014, devido à força das águas em cheia histórica, a rodovia foi totalmente interditada, isolando o estado do Acre. Considerada uma prioridade a melhoria das condições de trafegabilidade da BR-364, o Governo Federal firmou parceria com a Usina Hidrelétrica (UHE) de Jirau e deu início as intervenções em maio de 2021, durante a estiagem.


Serviços executados
Sob a coordenação e o acompanhamento do DNIT, a usina foi responsável pela execução de um colchão drenante, sub-base, base e revestimento asfáltico em Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), de maior resistência.

As intervenções no trecho incluíram ainda a elevação do greide com disposição de camada drenante em rachão (50 cm), o que confere uma camada estrutural ao pavimento de 90 cm, semelhante ao das grandes rodovias do país. Já a ponte da Velha Mutum Paraná, que tem 220m de extensão, foi elevada em 2,10m de altura.

Com informações: MINFRA

Postar um comentário

0 Comentários