Fretebras Superior

2021 chega ao fim com aumento acumulado de 46% no preço do óleo diesel

IVECO/Divulgação

Alta recorde nos preços do diesel comum e diesel S10 no comparativo entre dezembro de 2020 e dezembro 2021 é confirmado pelo último levantamento do IPTL

Google News
O ano de 2021 chegou ao fim acumulando um aumento recorde no preço do óleo diesel. De acordo com o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), em dezembro, o combustível apresentou um preço médio de R$ 5,612 por litros nos postos brasileiros, 46,1% mais caro que em dezembro de 2020, período em que a média chegava a R$ 3,841. Já o diesel S10, chegou ao final do ano tendo o litro comercializado a R$ 5,676, 46,6% mais caro quando comparado a dezembro de 2020.

Apesar da alta expressiva no comparativo anual, o combustível registrou um leve recuo no comparativo mensal, mais precisamente em relação a novembro de 2021. Segundo o IPTL, ambas as versões do combustível registraram uma pequena baixa de 0,08%.

De acordo com o levantamento, o cenário baixa e estabilidade se repetiu em praticamente todas as regiões brasileiros, exceto no Norte, região que apresentou a maior média para o diesel comum (R$ 5,836) e para o diesel S-10 (R$ 5,892), com acréscimos de 0,03% e de 0,05% respectivamente. Já a região Sul seguiu apresentando a menor média no valor do diesel comum (R$ 5,197) e do diesel S-10 (R$ 5,247) e declínios de 0,29% e 0,23% nos valores, respectivamente.


No recorte por estados, o Acre comercializou o diesel comum pela maior média nacional, a R$ 6,337, e para o diesel S-10 (R$ 6,279). Já as menores médias foram encontradas no Paraná: R$ 5,108 para o diesel comum e R$ 5,162 para o S-10.

O diesel comum que registrou o maior aumento (2,04%) em Roraima, passando de R$5,945 para R$6,066, enquanto a maior redução no valor foi registrada no Amapá, passando de R$5,856 para R$5,730, queda de 2,15%. O diesel S10 com maior aumento no preço médio (0,99%) também foi encontrado em Roraima, passando de R$5,964 para R$6,023. Já o S-10 com a redução mais expressiva, de 1,44%, foi encontrado em Goiás, e o valor que antes era R$5,692 passou para R$5,610.

“Apesar do indicativo de estabilidade no preço do diesel, de acordo com o levantamento da Ticket Log, e respiro em relação às altas consecutivas que vimos nos últimos meses, as médias de valor do combustível estão altas e o brasileiro ainda sente no bolso, principalmente se comparado aos valores de um ano atrás”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.


Postar um comentário

0 Comentários