IVECO A gente nao para

Vendas de caminhões crescem 47% até julho

DAF/Divulgação

Crescimento nas vendas é confirmado em balanço oficial da FENABRAVE

Impulsionado pela boa oferta de crédito e pelo elevado número de vendas ao agronegócio, o mercado brasileiro de caminhões chegou ao final do mês de julho registrando um novo crescimento expressivo no número de emplacamentos em todo o país.

De acordo com o balanço oficial da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE),  de janeiro a julho deste ano, 69.535 caminhões foram emplacados em todo o Brasil, crescimento 47,66% em relação ao mesmo período de 2020, quando 47.090 unidades foram comercializadas.

Considerando apenas o mês de julho deste ano, quando 11.488 caminhões foram emplacados, alta de 3,48% em relação ao mês anterior, junho, quando 11.102 modelos foram comercializados. Já em relação a julho de 2020, quando 9.506 caminhões foram vendidos, o mercado registrou alta de 20,85%.


"Temos modelos com programação de entrega agendada para janeiro de 2022. São veículos já negociados, mas que, em virtude da demanda, só poderão ser entregues no próximo ano" destaca Alarico Assumpção Júnior, presidente da FENABRAVE, reforçando que esse segmento apresenta boa oferta e aprovação de crédito. "Hoje, cerca de 8 a cada 10, fichas de financiamento são aprovadas", comenta o executivo.

Pesados em destaque
Assim como nos meses anteriores, o segmento de caminhões pesados segue na liderança do mercado brasileiro. De acordo com os dados da Fenabrave, de janeiro a julho de 2021, a categoria acumulou 51,50% das vendas.

Confira na íntegra os números da Fenabrave: CLIQUE AQUI 


Postar um comentário

0 Comentários