IVECO A gente nao para

O Amor de Mãe que criou uma paixão pelo transporte

DAF MacPonta Caminhões/Divulgação

Apaixonada por caminhões, Lenisa Castro transformou o amor por transporte em negócios e viu a família e a empresa crescerem junto com a DAF MacPonta Caminhões

Quem vê os Novos XF rosa personalizados para a LC Castro Coelho Logística, de Ourinhos – SP, nem imagina que a história deles começou de mãe para filhos. Em atividade desde 1992, a empresa, hoje especializada em transporte de cargas perigosas e biomassas, construiu sua história no berço familiar, com grande incentivo da matriarca da família, Lenisa Castro.

Apaixonada por caminhões, foi de Lenisa que partiu a ideia de ter uma transportadora. Filha de caminhoneiro, ela sempre amou os pesados e gosta de contar sobre o início do sonho. “Eu ganhei do meu ex-marido uma carta de crédito para um carro. E eu falei para ele 'não quero um carro, quero um caminhão’. Ele perguntou o que ia iria fazer com um caminhão e respondi ‘vou montar uma transportadora’ e hoje estou aqui”, ela conta aos risos.

Mãe de dois meninos e uma menina, o sonho da Lenisa virou realidade. Um ano após o nascimento da filha, ela comprou o primeiro caminhão e iniciou no mercado de transportes. 30 anos depois, a empresa cresceu junto com o apoio dos filhos e passou a atender toda a cadeia de logística. Hoje a frota conta com o reforço de 18 caminhões DAF.

Mas trazer os filhos para dentro do negócio não foi assim tão fácil. Ela conta que precisou apresentar a eles, e para o ex-marido, o mercado de transportes. “Eu amo caminhão, sempre amei. Meus filhos não gostavam muito, mas eu sempre trabalhei para trazer eles para a transportadora, para eles conhecerem esse mundo”, afirma.

A última a entrar para o negócio da família foi justamente a filha de Lenisa. Chrystiani Coelho, ou Chrys, como prefere ser chamada, estudava e trabalhava em Curitiba, enquanto os irmãos já trabalhavam na transportadora. “Eu não queria muito saber dessa parte de transportes, mas de uns dois anos para cá minha mãe sempre falava que eu precisava voltar para ajudar ela e meus irmãos. Eu respondia ‘mãe transporte é coisa dos meninos’ e ela sempre buscando me incentivar a entrar nesse mundo”, revela.

A filha explica que o amor da mãe pelos caminhões foi fundamental para incentivar ela e os irmãos no negócio. “Ela que gostava, sempre incentivou essa parte de amor pelo transporte. Ela sempre está no pátio, no escritório. É a cabeça de tudo, sempre está junto. E quando eu digo estar junto é estar junto mesmo. Se precisar lavar um caminhão, ela lava, ajuda na manutenção, no escritório, o que precisar”, comenta Chrys.


Paixão que fez nascer um sonho
A entrada de Chrys na empresa fez nascer um sonho que traria novos horizontes para a LC Castro Coelho Logística. Buscando enfrentar o estigma de que o mercado de transportes é mais masculinizado, ela teve a ideia de criar uma frota feminina na companhia.

A empreitada começou como uma brincadeira, com a exigência de um caminhão rosa. “Foi uma condição, falei: ‘eu volto embora, mas preciso dar um ar feminino para a transportadora’. Com meu retorno eles compraram o primeiro caminhão rosa”, conta Chrystiani.

E esse foi apenas o primeiro passo da ideia, que logo cresceu para atender ainda mais mulheres apaixonadas por caminhão e transportes. “Nós começamos a buscar mulheres que têm esse sonho. Então fizemos a contratação de quatro profissionais e montamos o conjunto com cavalo e tanque rosa”, explica.

Para ajudar a tirar esse sonho do papel, a atuação da MacPonta Caminhões foi fundamental. A empresa comprou a ideia da padronização da frota feminina da LC Castro Coelho Logística e assim surgiu o projeto dos dois Novo XF FTT 530 rosas da transportadora.

A realização saiu após a aquisição dos caminhões, com o serviço de personalização de frota da MacPonta Caminhões. “A gente entrou em contato com o vendedor e solicitou o caminhão rosa. Não era qualquer rosa, era o nosso padrão de rosa. A parceria da MacPonta Caminhões, do Hélio (Consultor de Vendas) e do Cristiano (Gerente da loja de Boituva) foi fundamental para fazer esse sonho acontecer”, afirma a empresária.


“Vocês estão entrando para a família”
A cooperação entre MacPonta Caminhões, DAF e a LC Castro Coelho Logística já é antiga e foi fundamental para o crescimento da transportadora. “Nossa empresa é uma empresa familiar que está crescendo gradativamente. Precisávamos da parceria por questão financeira. A DAF veio com uma proposta de financiamento pelo Banco PACCAR e foi onde a gente começou tudo”, lembra.

A união para crescer juntos faz com que a DAF e a MacPonta Caminhões sejam consideradas parte da família LC Castro Coelho Logística. “Estamos crescendo com equipamentos, caminhões. A DAF ajudou muito a gente, principalmente na questão de crédito, por confiarem no nosso trabalho. É um companheirismo, vocês já estão entrando na família”, brinca Lenisa.

A robustez e economia dos veículos DAF deixaram a família satisfeita. “O resultado da aquisição dos caminhões foi bem positivo em questão de manutenção, médias, custo-benefício e no atendimento. Hoje a gente já possui 18 caminhões DAF”, aponta Chrys.


Família que vai crescer ainda mais
Após trazer a filha para o mundo dos transportes, Lenisa imaginou que tinha completado a missão de envolver a família nos negócios. Mas chegou o momento da mãe se tornar avó e da filha encarar o desafio da maternidade. 

Enquanto espera a chegada do filho, Chrys e a família fazem os planos para o chá de revelação do bebê. Na moda, o evento revela o sexo do bebê, e em família de transportadores, também vai envolver caminhões, mais precisamente o DAF rosa, da LC Castro Coelho Logística e um DAF Azul da transportadora do marido. “A mãe tem uma transportadora, o pai também. Então resolvemos fazer essa brincadeira com a cor dos caminhões para a revelação”, explica Chrys.

Questionada sobre o futuro da criança na transportadora, ela brinca. “Talvez ela não tenha muita escolha, porque já vai nascer dentro do DAF, né? O caminhão vai até anunciar se é menino ou menina”, se diverte a futura mãe.

Para além da brincadeira, Chrys afirma que o trabalho dela e da futura avó será mostrar este mundo para o pequeno. “A escolha será dele, mas sem dúvidas vamos tentar ensinar o quão maravilhoso é o mundo do transporte. A mãe tem o papel fundamental de mostrar para os filhos os caminhos, a minha fez isso e, se eu puder, também vou fazer. Hoje eu sou apaixonada pelo que faço e pelo que a família faz”, conclui.

Lenisa Castro, fundadora da Castro Coelho Logística, recebendo os dois DAF XF FTT 530 Rosa
FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários