Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Motoristas têm um novo aliado contra a Covid-19

Divulgação

Multifilmes traz para o Brasil película protetora para ser usada nas cabines dos caminhões

Higienizar as mãos e as superfícies de contato dos automóveis se tornaram um mantra desde 2020, com a pandemia do novo coronavírus. Isso porque a higiene se tornou motivo de preocupação, principalmente, para motoristas de caminhões, ou motoristas carreteiros que fazem longas viagens, e dividem o veículo com mais pessoas, e precisam de proteção.

Sempre atualizada com o que envolve inovação e saúde, a rede de franquias, Multifilmes, especializada na aplicação de películas em vidros de automóveis, imóveis e outras superfícies, é a primeira a trazer para o Brasil o Anti Bacterial TINT, a tecnologia AIS Films (Automotive Immune System), regulamentada pela SGS (Société Générale de Surveillance – Sociedade Geral de Fiscalização) nos Estados Unidos, que fornece segurança antibacteriana vitalícia, bem como a prevenção da Covid-19.

Ela age de duas maneiras: matando até 99,9% das bactérias que entram em contato direto com a película e transformando a umidade do oxigênio em ROS (espécies oxidativas reativas). O ROS então mata as bactérias no volante, assentos, espelho retrovisor, tapetes e outras superfícies internas.

As instalações já estão sendo realizadas desde a segunda semana de janeiro de 2021, na unidade de Ribeirão Preto, em São Paulo, após esse período a franquia também disponibilizou o serviço em outras unidades ao redor do Brasil.


“Eu estudo muito e estou sempre antenado, em busca de inovação, para garantir a qualidade da rede. É um orgulho investir nessa tecnologia, ser pioneiro e possibilitar mais essa alternativa de segurança em solo nacional”, enfatiza Junior Ruciretta, fundador e presidente da Multifilmes.

Os filmes são feitos com agentes antimicrobianos em sua superfície, usando partículas metálicas carregadas positivamente para atrair vírus e bactérias. Ao entrar em contato, essas partículas geram oxigênio ativo, que destrói as camadas protetoras de vírus e bactérias, tornando-os vulneráveis e inativos. Isso neutraliza 99,99% do risco de contaminação, tornando a superfície do filme segura ao toque. 

Um estudo publicado pelo CDC (Centro dos Estados Unidos para Controle e Prevenção de Doenças) mostrou que a Covid-19 pode viver em algumas superfícies por até 17 dias. Já as bactérias podem se proliferar 154,8384m², a 35ºC, em 24 horas, dentro de um ambiente fechado. Isso é uma grande preocupação, uma vez que após a pandemia houve um aumento na demanda do setor logístico, com as compras on-lines em ascensão e esses profissionais que atravessam o país, para realizar entregas, precisam de proteção e segurança.

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários