Pneus: o que é preciso conferir antes de colocar o caminhão na estrada

Continental/Divulgação
Responsáveis por uma expressiva parcela dos custos das frotas e também da operação dos motoristas autônomos, os pneus nem sempre recebem a atenção devida. Essa falta de cuidado pode reduzir em muito a sua vida útil, aumentar o consumo de combustível, interferir negativamente na performance geral do veículo e até mesmo colocar em xeque a segurança.

Nesse período de festas de final de ano e de férias, quando as estradas de todo o país prometem registrar um expressivo aumento de fluxo, a Continental, fabricante de pneus de tecnologia alemã, relaciona alguns cuidados básicos para garantir uma viagem – a trabalho ou de retorno para casa – sem sustos:

1- Manter sempre a pressão correta em cada um dos pneus. A pressão deve ser ajustada para as condições do veículo com implemento carregado e descarregado; 

2- Verificar o ajuste dos freios da carreta. Freios desajustados podem causar descontrole do conjunto. Garanta que a antecipação do freio da carreta esteja em 0,5 bar de pressão;

3- Verificar os tambores de freios. Tambores ovalizados podem fazer com que as catracas automáticas aproximem demais as lonas de freio do tambor, o que gera superaquecimento e queima dos talões dos pneus;

4- Verificar as condições do rodo-calibrador. Ele pode apresentar componentes ressecados, como anéis de vedação, que podem se romper repentinamente, causando perda de ar;

5- Utilizar marcadores de posição em forma de setas amarelas ou vermelhas nos parafusos e porcas de rodas, para facilitar a detecção de qualquer parafuso solto;

6- Checar periodicamente a condição dos pneus. Atentar-se, entre outros aspectos, para os talões (não podem estar deformados, telhados ou queimados), pareamento de duplos, desgastes irregulares, cortes e danos em geral e arrancamentos.


É ainda essencial se manter atento aos protocolos de higienização para prevenir a contaminação pelo coronavírus:

• Higienizar sempre as mãos ao entrar no veículo

• Limpar com frequência os componentes internos da cabine tocados com mais frequência como câmbio, volante, freio de mão e controles

• Leve dois pares de calçados: um para dirigir e outro para usar quando sair do cavalo,

• Utilize um kit de higienização do ar-condicionado ou, preferencialmente, opte pelo serviço de oxi-sanitização

• Leve um termômetro consigo para avaliar sua temperatura caso sinta desconforto na estrada. Procure ajuda em caso de qualquer alteração

• Tenha máscaras extras dentro da cabine. Nunca se sabe quando irá precisar

FONTE: Continental

Postar um comentário

0 Comentários