Oferta de fretes para basculantes e graneleiros cresce mais de 50% no primeiro semestre

Ruan Fotografias
A contratação de caminhões basculantes e graneleiros registrou um crescimento significativo no primeiro semestre deste ano. É o que um levantamento realizado pela FreteBras, maior plataforma online de transporte de cargas da América do Sul.

Em comparação com o primeiro semestre de 2019, a contratação de graneleiros registrou alta de 56%, com destaque para as regiões Sul e Sudeste. Já a de basculantes registrou alta de 50% no mesmo período, especialmente nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.
 
“O graneleiro é o caminhão que tem maior oferta de fretes durante todo ano e com maior procura entre julho e outubro por conta do escoamento das safras de trigo e soja. Entre janeiro e agosto o crescimento na busca deste tipo de carroceria na nossa plataforma foi impressionante, chegando a 210%”, afirma Bruno Hacad, Diretor de Operações da FreteBras. “Já pela facilidade de descarregar, a caçamba é muito utilizada para o transporte de materiais de construção, como areia, brita e cimento, que, assim como o agro, foi um setor que se manteve aquecido durante a pandemia”, acrescenta.


O estudo realizado pela FreteBras também traz dados regionais do primeiro semestre de 2020. Segundo os dados, a contratação de basculante teve um salto de 239% na região Norte, 150% no Nordeste e 101% no Centro-Oeste. Já os graneleiros tiveram um crescimento expressivo de  42% no Sudeste e 65% no Sul. 

“As ofertas de fretes na plataforma vêm aumentando fortemente na medida em que os caminhoneiros descobriram a facilidade, agilidade e melhores oportunidades de encontrar cargas pelo aplicativo. Motoristas que dirigem caminhões com estes tipos de carroceria continuarão tendo muito trabalho pela frente”, avisa.

Os resultados do levantamento tiveram como base a própria plataforma da FreteBras, que possui mais de 420 mil caminhoneiros cadastrados, o que equivale a um terço dos caminhoneiros do Brasil, e conta com cerca de 600 mil fretes publicados mensalmente. 

Bruno Hacad - FreteBras
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários