DNIT avança em obras de duplicação de 174 quilômetros da BR-163/364/MT

DNIT/Divulgação
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) executa as obras de construção de três viadutos na BR-163/364-MT, na região do Distrito Industrial, na entrada de Cuiabá. As Obras de Arte Especiais (OAEs) fazem parte do lote 3 da duplicação da rodovia federal.

O lote 3 compreende 42 quilômetros de pista duplicada, com início no segmento em concreto da Serra de São Vicente e fim no entroncamento com a Rodovia dos Imigrantes (BR-070/MT). Ao todo, somente neste trecho, serão investidos mais de R$ 50 milhões.

As obras de duplicação da BR-163/364/MT avançam com várias frentes de trabalho abertas. Já estão sendo executadas, neste momento, os serviços nas vias marginais da rodovia, na região do Distrito de Cuiabá. A previsão é de que, na entrada da capital, os trabalhos sejam concluídos no fim de 2020.


As obras de duplicação e de construção dos viadutos são significativas e vão melhorar o trânsito de veículos em Cuiabá, além de aumentar o conforto e a segurança aos usuários, uma vez que reduzirá o tempo de viagem e separará o trânsito de veículos leves - que seguem para os bairros - e os pesados que transportam a produção do agronegócio mato-grossense.

A duplicação da BR-163/364/MT, como um todo, terá um grande impacto social e econômico no Estado de Mato Grosso, uma vez que a rodovia é a principal rota utilizada para o escoamento da produção agrícola. Ao todo serão duplicados 174 quilômetros, entre Cuiabá e Rondonópolis.

A rota duplicada vai melhorar o fluxo de caminhões que escoam a produção de Mato Grosso até os portos de Santos (SP), de onde as cargas são embarcadas para o mercado internacional.

DNIT/Divulgação
FONTE:
DNIT

Postar um comentário

0 Comentários