Salário Mínimo de motorista carreteiro passa a ser de R$ 2.236 no oeste de Santa Catarina

Com o objetivo de adequar as condições de trabalho e as remunerações à atual realidade, o Sitran (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas da Região de Chapecó), fechou nesta semana uma nova Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para motoristas do Transporte Rodoviário de Cargas (TRC).

Válida pelos próximos dois anos e assinada pelas instituições sindicais que representam a categoria profissional em Chapecó e Xaxim, a nova convenção estabelece um aumento de 2,5% para profissionais com salário de até R$ 3.000,00 e de 2% para os trabalhadores com remuneração superior a R$ 3.000,00. Já o valor da diária de viagem, a partir deste mês, passa a ser de R$ 56,50.

O documento também traz ainda seis faixas salariais, contemplando todos os profissionais do setor. Destaque para motoristas carreteiros (tanque, térmico e carga geral) que passam a contar com salário normativo (salário mínimo) de R$ 2.236,55, motoristas do transporte de ração e cargas vivas com salário mínimo de R$ 1.910,60, motoristas de caminhões truck e toco com remuneração mínima de R$ 1.746,60 e motoristas de caminhões de até 6 toneladas com salário normativo de R$ 1.534,43.


Além da remuneração, a nova CCT também estabelece todas as diretrizes econômicas e sociais a serem cumpridas pelas duas partes, normatizando os respectivos benefícios e deveres das empresas e trabalhadores. 

Ainda segundo o Sitran,  pela primeira vez, a CCT fechada abrange municípios cuja negociação era normalmente feita pelo Setcon (sindicato patronal de Concórdia). A permissão foi oficialmente concedida para que a convenção seja ampliada aos Municípios de Caibi, Modelo, Nova Erechim, Novo Horizonte, Palmitos, Pinhalzinho, Quilombo, São Lourenço do Oeste, Saudades e União do Oeste.

Confira na íntegra a CCT: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Sitran
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários