Mercedes-Benz destaca a importância do transporte coletivo na volta ao normal

Mercedes-Benz/Divulgação
Líder em vendas e em desenvolvimento tecnológico de ônibus no Brasil, a Mercedes-Benz acompanha atentamente o cenário desafiador imposto pela pandemia da Covid-19 ao transporte coletivo. As empresas operadoras, os gestores do transporte, os fornecedores do setor e os próprios usuários, todos estão envolvidos com a demanda prioritária de preservação da vida, sem deixar de se preparar para quando a situação se aproximar do normal.

“Os impactos da Covid-19 atingiram em cheio o transporte público, em especial o modal ônibus”, ressalta Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Independentemente das circunstâncias sociais e econômicas, eventuais ou não, o ônibus ocupa uma função vital na mobilidade urbana, interligando todas as regiões das cidades, desde o centro e seu entorno, aos bairros mais distantes. Os moradores utilizam os ônibus para ir ao trabalho, à escola e para outros compromissos. Eles são, portanto, um meio de inclusão social e de aproximação dos habitantes com suas cidades e seus espaços de lazer e convivência, serviços, mobilidade e qualidade de vida”.

De acordo com o executivo, com base no posicionamento “Pensando no coletivo. Pensando no futuro”, a Mercedes-Benz, que tradicionalmente é líder de vendas de ônibus em todos os anos em que atua no país – há mais de 60 anos -, tem papel atuante e mobiliza diversos players do segmento, como empresas de transporte, gestores, parceiros e passageiros, para a busca permanente de soluções de mobilidade e de compatibilidade ambiental e econômica para hoje e para o futuro.

Nesse sentido, a Empresa oferece ao transporte público um avançado portfólio de veículos que atendem às normas vigentes de emissão de poluentes. “Nossos atuais ônibus Proconve P7 (Euro 5), por exemplo, reduziram drasticamente as emissões de Óxido de Nitrogênio e de Material Particulado. Temos diversas tecnologias e experiência global da marca que poderão ser trazidas, no futuro, para alcançarmos mais reduções e assim contribuir para a melhoria da qualidade do ar e da qualidade de vida para as populações e as cidades brasileiras”, diz Walter Barbosa. “Além disso, contamos com uma equipe especializada em sistemas de transporte coletivo urbano de massa, como BRT (Bus Rapid Transit), corredores e faixas exclusivas. Ou seja, também temos amplo conhecimento para propor e discutir soluções para as demandas da mobilidade por ônibus”.


Empresa lança campanha para usuários do transporte coletivo
Também com base no posicionamento “Pensando no coletivo. Pensando no futuro”, a Mercedes-Benz cria nova campanha institucional que convida os clientes a darem seu testemunho de como estão enfrentando a Covid-19. Sob o mote “Coletivo de Cuidados”, os cases serão divulgados a fim de motivar a todos. A ação ressalta que o ônibus faz parte da nossa vida. “Vá de ônibus. Vá seguro. E conte sempre com a qualidade Mercedes-Benz”, diz uma das mensagens.

Com essa iniciativa, a Empresa busca também reconhecer o esforço de seus parceiros para garantir a proteção dos usuários de ônibus. “Empresas operadoras e fabricantes de carroçarias têm se dedicado, por exemplo, a ações de higienização do interior dos ônibus. Isso será muito importante na volta à normalidade, uma vez que já está ocorrendo, gradualmente, um aumento no fluxo de passageiros”, afirma Walter Barbosa.

A ação dá continuidade, portanto, ao compromisso da Empresa com os usuários do ônibus de todo Brasil. Iniciativas similares ocorreram com as campanhas “Mercedes-Benz, o ônibus da galera”, que motivava o usuário a se sentir coproprietário dos veículos de transporte coletivo, e “Eu uso, eu cuido”, que incentivava o cidadão a preservar o ônibus, seu patrimônio no dia a dia da mobilidade urbana.

Mercedes-Benz mantém a liderança nas vendas de ônibus no Brasil
O distanciamento social e as quarentenas, medidas de proteção às pessoas frente aos impactos da pandemia, levaram à redução drástica no número de usuários de ônibus, tanto no transporte coletivo urbano, quanto nas viagens rodoviárias. Isso afetou sensivelmente as vendas do setor no País em 2020, que tiveram queda de 40% no volume de emplacamentos no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado.

A Mercedes-Benz, no entanto, segue mantendo sua destacada liderança de vendas no País. No acumulado dos primeiros seis meses do ano, a marca emplacou 3.165 ônibus, conquistando 56,3% de participação de mercado no segmento acima de 8 toneladas de PBT – peso bruto total. Isso significa 3,8 pontos a mais em relação aos 52,5% do mesmo período de 2019.

“Mesmo em volumes menores, as renovações e ampliações de frota do transporte coletivo urbano são as que mais puxam as vendas do setor”, informa Walter Barbosa. “Vale destacar o emplacamento de 1.919 ônibus da marca neste segmento, alcançando a liderança em urbanos com cerca de 74% de market share”.

No segmento rodoviário, a liderança da Mercedes-Benz supera os 55% de participação, com o emplacamento de 613 unidades no primeiro semestre.

A Mercedes-Benz é também a que mais vendeu ônibus para fretamento no Brasil em 2020. Considerando o volume acumulado de janeiro a junho, foram emplacadas 253 unidades para este segmento do transporte de passageiros, o que dá à marca mais de 53% de market share.

Também no primeiro semestre, foram emplacados 315 microônibus ORE 2 da marca Mercedes-Benz, o que significa a liderança com 56% nessa categoria do programa Caminho da Escola.
Mercedes-Benz/Divulgação
FONTE: Mercedes-Benz

Postar um comentário

0 Comentários