Anglo American testará o maior caminhão do mundo movido a hidrogênio

Adobe Stock
Com o objetivo de cumprir a meta de reduzir em 30% as emissões de gases poluentes até 2030, a Anglo American firmou uma importante parceria com a Williams Advanced Engineering, afim de desenvolver os maiores caminhões do mundo movidos a hidrogênio.

Ao invés do tradicional motor a diesel, os gigantes da mineração passarão a contar com um módulo de célula de combustível de hidrogênio, emparelhado com um sistema modular de bateria de íon de lítio modular de alta potência, fabricado pela Williams. De acordo com as empresas, essa tecnologia fornecerá mais de 1000 quilowatt-hora de energia.

O sistema de baterias que equipará os caminhões fora-de-estrada também será capaz de recuperar energia através de frenagem regenerativa, ampliando assim a autonomia operacional.


“Com sua vasta experiência no setor, acreditamos que a Williams pode nos ajudar a entregar esse projeto inovador, que faz parte do nosso plano de criar um mix energético inteligente que nos aproxime mais de nossas metas de carbono e energia para 2030 e, finalmente, nossa visão de operação de uma mina neutra em carbono ”, disse Julian Soles, diretor de desenvolvimento de tecnologia da Anglo American.

“Operar em um ambiente hostil é algo que estamos familiarizados e continuamos comprometidos em apoiar projetos de sustentabilidade a longo prazo.”. afirmou  Craig Wilson, diretor da Williams.

Inicialmente os testes com os primeiros caminhões fora-de-estrada movidos a hidrogênio estão previstos para ocorrer a partir deste ano na mina de platina a céu aberto de Mogalakwena, África do Sul.

Se aprovada, a expectativa da Anglo American é que a tecnologia seja estendida a toda a frota de mais de 400 caminhões de mineração que operam atualmente na Austrália, África do Sul e nas Américas.

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários