header ads


Scania interrompe produção no Brasil e na Europa

Scania/Divulgação
Atenta as determinações para conter os impactos da pandemia de COVID-19 (Coronavírus), a Scania confirmou na última semana a paralisação da produção de caminhões e ônibus no Brasil e na Europa.

De acordo com o comunicado oficial da marca, a partir desta segunda-feira, 23 de março, a fábrica localizada em São Bernardo do Campo, São Paulo, terá a produção paralisada até o dia 13 de abril. Neste período, os colaboradores serão colocados em regime de férias coletivas.

Já a unidade comercial permanece com as funções primárias à distância, com o objetivo de reforçar a parceria e apoiar os clientes neste momento. Ainda segundo a marca, as atividades de Vendas de Soluções e faturamento seguem em trabalho remoto e regime de plantão. O abastecimento de peças de reposição para rede e clientes continua regular e como atividade prioritária para garantir disponibilidade dos veículos. O Scania Assistance, serviço de assistência remota e emergencial, segue atuando normalmente.

Em relação as concessionárias e oficinas, a marca confirma o funcionamento por meio de rígidos protocolos de higiene e limitações no contato pessoal, com exceção daquelas localizadas em estados em que há orientação de encerramento das atividades pelo poder público.

"Priorizamos a saúde e apoiamos a disponibilidade dos veículos, contribuindo com questões essenciais para a sociedade neste momento, por exemplo, a circulação de alimentos, itens de higiene pessoal e insumos para saúde e abastecimento de hospitais. Os canais de comunicação da Scania estão abertos para dúvidas e sugestões. Para a Scania Brasil, zelar pela saúde de nossos clientes, colaboradores e fornecedores é prioridade", destaca o comunicado oficial da marca.


Europa
No velho continente, a produção da Scania está prevista para ser interrompida por 15 dias a partir da próxima quarta-feira, 25 de março, devido à escassez de componentes e às principais interrupções que ocorreram na cadeia de fornecedores e logística. De acordo com a divisão europeia da marca, a interrupção afetará principalmente as fábricas localizadas na Suécia, Holanda e França.

Assim como no Brasil, os serviços de atendimento aos clientes que possuem veículos em circulação serão mantidos. “Para garantir o transporte de vital importância para a sociedade de nossos clientes, nossas oficinas de serviços e centros de peças continuarão suas operações”, disse o Presidente e CEO da Scania, Henrik Henriksson.

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários