Ministro da Infraestrutura classifica caminhoneiros como verdadeiros soldados e heróis

Em meio a crescente pandemia de COVID-19 (Coronavírus) no Brasil, caminhoneiros de todo o país tem se destacado pelo incansável esforço para garantir o abastecimento e o funcionamento de serviços essenciais à população e de parte da economia nacional.

A profissão que por muitos anos vem sendo marcada pela falta de reconhecimento e inúmeros problemas no dia a dia, como por exemplo, falta de segurança, baixa remuneração e carga horária excessiva, começou a ser vista de outra forma por parte da sociedade e governantes, especialmente ao longo dos últimos dias.

Em entrevista à CNN Brasil, para explicar as medidas que estão sendo tomadas para garantir a livre circulação do transporte rodoviário de cargas, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, aproveitou a oportunidade para prestar uma homenagem os caminhoneiros brasileiros.

"Aproveito essa oportunidade para render minha homenagem ao profissional do transporte. Ao caminhoneiro, ao caminhoneiro autônomo que a despeito da crise está percebendo a sua importância para a sociedade e está agindo agora nesse momento de enfrentamento e de guerra com um verdadeiro soldado", destacou o Ministro. "Ou seja, a despeito do risco eles estão dispostos a trabalhar, dispostos a carregar e prover então o nosso abastecimento".


Já na manhã desta segunda-feira, 23 de março, o Ministro voltou a destacar a importância do caminhoneiro para a sociedade brasileira e os esforços do Governo Federal e de entidades para garantir a segurança aos profissionais do transporte rodoviário de cargas.

"O Brasil tem heróis! Governo Jair Bolsonaro trabalha para garantir o máximo de condições e segurança para estes profissionais. O Brasil é um só!", comentou o ministro ao compartilhar um vídeo do Sest Senat.

As ações do Governo Federal em relação ao transporte rodoviário de cargas brasileiro, não se resumem apenas a homenagens ou reconhecimentos. Na última sexta-feira, 20 de março,  foi publicado o Decreto 10.282. O documento classifica como essencial o transporte rodoviário de cargas e veda qualquer bloqueio ou restrição a circulação dos veículos e profissionais do segmento.

LEIA: Decreto federal inclui transporte rodoviário de cargas como atividade essencial


TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

6 Comentários

  1. Agora somos né 🤔?! Quero ver qdo passar essa pandemia 😪🙏🙌

    ResponderExcluir
  2. Aí ministro da infraestrutura vcs liberam os pedágios para eles???
    Aí Governadores por que não foi abaixado o diesel nós postos de gasolina...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade concordo plenamente e hora de reconhecer a luta desses gurreiros

      Excluir
  3. Também acho que o pedágio deveria ser liberado para os caminhoneiros e que deixassem alguns abertos restaurantes para que eles pudessem se alimentar. Tenho visto muitos caminhoneiros reclamando que não acham lugar para as refeições.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado eles precisam se alimentar e estão encontrando dificuldade pra conseguir uma refeição

      Excluir
  4. Pucha.A.nossa. Vida .e. Tão sofrida só .asim pra .os .nossos.políticos. Reconhecer nosso. Sofrimento .

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.