header ads


Caminhoneiro: Saiba como se prevenir do coronavírus

Você, caminhoneiro, é fundamental para o Brasil. É você quem garante o abastecimento e evita que faltem medicamentos, alimentos, produtos de higiene e limpeza. E você viaja pelo país inteiro; tem contato com muita gente. Por isso, é muito importante que adote cuidados para evitar o contágio pelo coronavírus.

Quais são os cuidados que o caminhoneiro deve ter?
A médica infectologista Heloisa Ravagnani, presidente da SBI-DF (Sociedade Brasileira de Infectologia no Distrito Federal), dá as principais recomendações para os caminhoneiros:

- Não cumprimente pessoas de forma próxima, com apertos de mão, abraços ou beijos. Mantenha um metro de distância.

- Evite se apoiar ou tocar em lugares sem necessidade.

- Evite ficar próximo de quem está tossindo e, nesses casos, se possível, oriente a essa pessoa que use máscara.

- O álcool em gel deve fazer parte, a todo momento, do seu dia a dia. Higienize as mãos a cada 30 minutos ou sempre que tocar em algo.

- Sempre que der uma parada, lave bem as mãos com água e sabão. Esfregue as palmas, entre os dedos e nas pontas, debaixo das unhas e nos punhos.

- Após usar o banheiro, lave bem as mãos, use papel-toalha ou o cotovelo para tocar na maçaneta e abrir a porta.

- Higienize bem o volante, o câmbio, o freio de mão e o painel do seu caminhão. Use, para isso, água e sabão ou álcool que tenha concentração superior a 70%.

- Se possível, utilize talheres e pratos descartáveis ou tenha seus próprios utensílios para fazer refeições na estrada. Isso porque o coronavírus também passa pela saliva. Se os pratos e talheres não estiverem bem lavados, podem aumentar o risco de contágio.

- Nunca compartilhe suas toalhas, sejam elas de banho ou de rosto.

- Se você tiver os sintomas mais comuns do coronavírus (febre e tosse seca), fique em casa. Caso você esteja em viagem e comece a apresentar os sintomas, use máscara.

- Caso você apresente sintomas brandos, que são mais parecidos com gripe, como tosse, febre baixa, dor no corpo, mas ainda se sente bem, fique em casa. Nesse caso, não é preciso procurar atendimento de saúde.

- Mas se a febre não baixar, você tiver desconforto respiratório, cansaço extremo e os batimentos do coração acelerarem, aí é hora de procurar um médico. 


E será que cuidados simples ajudam mesmo?
Com certeza. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), esse é um vírus respiratório que se propaga, principalmente, por meio do contato de uma pessoa infectada, por meio de gotículas respiratórias (quando a pessoa tosse ou espirra, por exemplo) que contaminam mãos e outras superfícies.

O importante, assim, é evitar esse tipo de contato e reforçar a higienização com água e sabão e álcool em gel.

Vamos lembrar quais são os sintomas do coronavírus
Sintomas mais comuns:
• Febre
• Tosse
• Dificuldade de respirar

Alguns pacientes podem apresentar:
• Cansaço
• Dor no corpo
• Mal-estar
• Congestão nasal
• Corrimento nasal
• Dor de garganta
• Dor no peito

Os sintomas são leves e evoluem gradualmente. A maioria das pessoas se recupera da doença sem precisar de tratamento. Idosos e pessoas com doenças crônicas têm maior risco de desenvolver a forma grave da doença.
FONTE: Sest Senat

Postar um comentário

0 Comentários