Mercado de implementos encerra 2019 com mais de 120 mil unidades comercializadas

Librelato/Divulgação
Superando todas as expectativas e projeções, o mercado brasileiro de implementos rodoviários encerrou 2019 com crescimento significativo e um número expressivo de unidades comercializadas em todo o país.

De acordo com os números divulgados pela entidade, de janeiro a dezembro de 2019, 120.557 unidades foram emplacadas em todo o país, crescimento de 33,67% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram emplacadas 90.193 unidades. 

Considerando cada segmento separadamente, ao longo dos doze meses de 2019 foram comercializados 63.494 reboques e semirreboques, crescimento de 42,13% em relação a 2018, quando foram comercializadas 44.673 unidades.

Dos 15 tipos de reboques e semirreboques considerados pela Anfir, dois se destacaram entre as  mais vendidos. São eles, basculantes com 13.011 unidades comercializadas em 2019 e graneleiros/carga seca com 16.316 unidades vendidas.

Já o segmento de carrocerias sobre chassi encerrou 2019 com um total de 57.063 unidades comercializadas, crescimento de 25,36% em relação a 2018, quando foram comercializadas 45.520 unidades.

Entre os sete tipos de carrocerias sobre chassi consideradas pela Anfir, duas se destacaram como as mais vendidas em 2019. São elas, baú alumínio/frigorífico com 23.943 unidades comercializadas e graneleiro/carga seca com 15.668 unidades vendidas.


“A recuperação de mercado mostrou que a economia segue em ritmo positivo de reposição de negócios”, afirma Norberto Fabris, presidente da ANFIR-Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários. “Mas ainda há demanda reprimida por conta do desequilíbrio do desempenho entre campo e cidade”, diz.

Historicamente o total de Carroceria sobre chassis mantém uma relação de 1,8 a 2 produtos por Reboques e Semirreboque. Em 2019 os volumes emplacados ficaram muito próximos. Por conta dessa relação acreditamos que os negócios relacionados as operações urbanas ainda podem crescer mais”, explica Fabris.

Para 2020, a expectativa da indústria de implementos rodoviários é de desempenho positivo com dois dígitos. “Como se sabe toda queda de mercado é muito rápida enquanto sua retomada é sempre um movimento mais lento”, diz e completa: “mas a atual curva positiva está se desenhando de forma consolidada o que indica que poderemos ter um ano muito bom para a indústria de implementos rodoviários”.

Confira na íntegra os números da Anfir: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Anfir
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários