VW e-Delivery: Testes comprovam diferenciais operacionais

VWCO/Divulgação
Ao longo de um ano, o caminhão VW e-Delivery rodou mais de 15 mil quilômetros em testes de engenharia e condições reais na distribuição de bebidas em São Paulo. Resultado: mais de 11 toneladas de CO² deixaram de ser emitidas na atmosfera e, até agora, o e-Delivery deixou de consumir mais 3.300 litros de diesel, tendo ainda 43% de sua energia proveniente do próprio sistema regenerativo de freios do veículo. A experiência também gerou evoluções no desenvolvimento do modelo de 11 toneladas apresentado agora no Innovation Day.

Aperfeiçoamentos em seu sistema como o processo de resfriamento e aquecimento do conjunto de baterias, por exemplo, proporcionam uma maior durabilidade para o sistema, o que eleva inclusive sua capacidade de carga. Localizado na porção traseira, seu trem de força oferece até 200 kW de potência, com máximo de 2.150 Nm mesmo em baixas rotações e dispensa o uso de transmissão devido a seu alto torque transmitido de forma imediata ao eixo trativo. Parte em rampas de 30% sem qualquer dificuldade.

Na parte central, vem o conjunto de baterias de íon de lítio que propicia em torno de 200 quilômetros de autonomia, variando de acordo com a configuração do veículo para atender à aplicação do cliente. Nessa contabilidade, não se considera a extensão viabilizada com a energia recuperada com o freio regenerativo de três estágios, que recarrega as baterias.


Para o melhor custo operacional, o modelo conta com um controle inteligente que pode programar a recarga apenas para os horários de menor consumo na rede elétrica e, consequentemente, tarifas reduzidas. Como em toda a linha VWCO, cada detalhe é configurado sob medida para oferecer a solução de transporte mais eficiente ao cliente.

Os sistemas auxiliares como compressores de ar, ar-condicionado, bomba de direção e de água ficam a cargo de motores elétricos controlados de forma independente, otimizando o consumo de energia dos mesmos. Esses componentes estão localizados no módulo dianteiro do veículo, assim como a cabine, desenhada para ser a mais moderna do mercado de caminhões leves do mundo.

Alia-se a esse trabalho o esforço para manter ao máximo os componentes tradicionais da linha Delivery, ganhando economia de escala e consequente redução de custos. Na prática, a expertise dos engenheiros brasileiros da VWCO se traduz em um veículo robusto, confortável e seguro para apoiar a transformação da indústria de transportes e o conceito de cidades eficientes.
FONTE: VWCO

Postar um comentário

0 Comentários