Noma apresenta carreta que quebra paradigmas no Transporte de Biomassa

Noma/Divulgação
Mantendo a tradição de inovação e com o objetivo de garantir qualidade, segurança e eficiência no transporte de biomassa, a Noma, uma das principais fabricantes de implementos rodoviários do país, apresenta na 22ª Fenatran – Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga a nova linha Smart Floor Titanium. 

A novidade que chega ao mercado para quebrar paradigmas e elevar a competitividade na logística de cargas como cavaco de madeira, carvão vegetal e bagaço de cana de açúcar, destaca pela  tecnologia patenteada de abertura lateral, que permite escoar a carga de forma integral, por meio de gravidade, em até três minutos, dependendo da operação. O ganho reduz em até seis vezes o processo na comparação com implementos rodoviários convencionais disponíveis no mercado.


Desenvolvida pelo time de engenheiros da Noma, em parceria com a implementadora Rodoplem, a solução inovadora, além de proporcionar ganhos de competitividade ao encurtar o tempo das operações, diminui a necessidade de manutenções e gera mais segurança na operação. “A tecnologia age em sincronia com um método prático e descomplicado, por meio de acionamento via controle remoto. Trata-se de uma quebra de paradigma no transporte de biomassa e produtos similares”, afirma Josué Araújo, gerente de engenharia da Noma.

O novo implemento Noma que chega para transformar o processo de escoamento vai de encontro a um mercado em franca expansão no país, graças a crescente demanda pelo uso de fontes de energias renováveis. Segundo dados da União da Indústria da Cana de Açúcar – UNICA, ano passado houve crescimento de quase 10% na geração de biomassa proveniente do bagaço de cana, na comparação com 2017. “É filosofia da Noma investir em soluções tecnológicas que estejam alinhadas com a bandeira da sustentabilidade. São mercados estratégicos em nosso portfolio”, explica Kimio Mori, diretor da Noma.

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Noma
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários