FedEx Express celebra 30 anos de operação no Brasil

Facchini/Divulgação
A FedEx Express, subsidiária da FedEx Corp. (NYSE: FDX) e maior empresa de transporte expresso do mundo, celebra 30 anos de operação no Brasil. Suas atividades foram iniciadas no país em 1989 com a aquisição da Flying Tigers. Hoje, a companhia possui aproximadamente 15 mil funcionários em todo o país e fornece serviços a clientes em cerca de 5.300 localidades.

“A FedEx Express se orgulha em comemorar 30 anos de operações no Brasil. Durante estas três décadas, ampliamos nossa atuação de forma orgânica e pela realização de aquisições. Estamos muito satisfeitos com toda a trajetória e sucessos que obtivemos neste importante mercado e agradecemos aos nossos clientes pela confiança que depositam em nós. Continuamos investindo em nossa infraestrutura, pessoas, tecnologia e inovação para antecipar as necessidades de nossos clientes”, destaca Luiz Roberto Vasconcelos, vice-presidente de operações da FedEx Express.

Para celebrar a data, a companhia prepara uma série de ações que serão direcionadas a funcionários, clientes, comunidade e mercado. Parte dos investimentos contínuos visa aprimorar ainda mais a qualidade dos serviços, mantendo o compromisso de oferecer as melhores soluções em transporte e logística para os clientes.

Entre os investimentos previstos estão:

Renovação de frota
Aproximadamente 400 veículos foram adquiridos para renovar a frota da FedEx Express no Brasil neste ano fiscal (junho/19 a maio/20). Cerca de 80% das unidades serão entregues até dezembro e o restante chegará às filiais até maio do próximo ano. Nos últimos seis anos, mais de 1.300 veículos foram comprados para a modernização e a ampliação da frota, que hoje é composta por 2.800 veículos. Com a conclusão das entregas previstas para maio de 2020, a idade média da frota cairá para 5,6 anos, e fará com que a empresa possua uma das frotas de carga mais novas do país.


Expansão do armazém em Viracopos
A companhia finaliza, em outubro, a reforma de seu armazém no Aeroporto Internacional de Viracopos (Campinas - SP). Os investimentos contemplam a aquisição de novos equipamentos e o aumento da área alfandegada em 4.500 m². Após a conclusão, a FedEx Express vai expandir sua capacidade de armazenagem em mais de 100% e passará a ocupar quase 10 mil m2, o maior espaço operacional no aeroporto dentre as empresas de transporte de carga.

No Brasil, o Aeroporto Internacional de Viracopos é a principal base da companhia para importação e exportação. No local, a empresa opera quatro voos semanais para o seu hub global, baseado em Memphis (EUA), de onde conecta o mercado nacional com mais de 220 países e territórios ao redor do mundo.

Além do aumento da área do armazém, a reforma em Viracopos inclui a instalação de uma nova máquina de Raio-X para cargas de grande volume (medidas até 3,60m de comprimento x 1,70m de largura e 1,70 m de altura), automação de sistema de classificação para pequenos volumes e documentos e implementação de um sistema de pesagem automática com uso de sensores instalados nas balanças.

Além da reforma, a operação da FedEx Express no Aeroporto Internacional de Viracopos recebeu, da Receita Federal do Brasil, o certificado de Operadora Econômica Autorizada (OEA) - Segurança, na modalidade Depositários de Mercadorias sob Controle Aduaneiro. A empresa também possui a certificação na categoria Segurança para transporte internacional. Com a nova qualificação, a companhia está autorizada a processar, liberar e armazenar mercadorias de importação e exportação em seu próprio depósito alfandegado.

Outras iniciativas no Brasil
- A empresa realiza, anualmente, o Programa FedEx para Pequenas Empresas, com o intuito de auxiliar pequenos negócios a se tornarem globais. Este ano, o programa recebeu mais de 600 inscrições e ofereceu prêmios de R$ 100 mil e R$ 40 mil, além de mentoria de negócios aos vencedores. 

- A FedEx Express no Brasil possui um programa de reciclagem de uniformes de seus funcionários. Essa iniciativa, que acontece há cinco anos, transforma uniformes antigos de funcionários em cobertores para doação. Em 2019, 2.700 peças foram produzidas e doadas a ONGs que atendem pessoas carentes e organizações que cuidam de animais que aguardam adoção. Mais de 20 instituições e 8 mil pessoas já foram beneficiadas pelo programa, cujo objetivo é proporcionar o descarte correto dos uniformes, considerando fatores sociais, econômicos e ambientais.

- Como parte da integração com a TNT, empresa adquirida pela FedEx em 2016, a FedEx Express trabalha na mudança da marca no Brasil. Até o começo do segundo semestre de 2020, uniformes, veículos, filiais e materiais de comunicação terão o logo FedEx.
FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários