Venezuelanos contratados pela Transpanorama conquistam CNH e começam a trabalhar

Scania/Divulgação
Pouco mais de dois meses após serem recrutados e recepcionados em Maringá, Paraná, os venezuelanos contratados pela Transpanorama, empresa do Grupo G10, começam a ganhar as estradas brasileiras por meio da profissão de motorista. 

Dos 36 venezuelanos recrutados em Roraima, onde passaram por um processo seletivo realizado em parceria com o exército brasileiro, 20 já conquistaram a Carteira Nacional de Habilitação e iniciaram as atividades nas operações de transporte da empresa. 

Além da oportunidade de recomeçarem a vida no Brasil, ao longo dos últimos 75 dias, os profissionais receberam alojamento, alimentação e um treinamento de 480 horas sobre legislação de trânsito e transporte, cultura brasileira, língua portuguesa e forma de dirigir os caminhões da Transpanorama.

"Quase um brasileiro. Não tenho palavras para descrever o quanto isso é bom", disse Carlos Eduardo Gil.


Pelos próximos 30 dias, os novos motoristas vão viajar pelo país acompanhados de um motorista padrinho da Transpanorama, ou seja, colaboradores da empresa que têm anos de experiência e terão a missão de contribuir com o acolhimento dos venezuelanos. Depois deste processo, trabalharão como folguistas e feristas.

"Daqui pra frente, quero por em prática o que aprendi, segurança sobre tudo. Estou muito feliz", destaca Adbel Martinez.

Segundo a Transpanorama, as condições de trabalho para os venezuelanos serão as mesmas aplicadas aos brasileiros, asseguradas pela CLT. Além de ser uma ação humanitária, a contratação dos refugiados irá contribuir para preencher o quadro de colaboradores da empresa.

LEIA: Transpanorama recruta motoristas venezuelanos para as suas operações
LEIA: Transpanorama recepciona venezuelanos contratados para as suas operações

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: G1/RPC
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários