Caoa confirma compra de fábrica da Ford e sinaliza produção de caminhões de uma nova marca

Paulo Whitaker/Reuters
O grupo brasileiro Caoa e o Governo do Estado de São Paulo confirmaram na tarde desta terça-feira, 3 de setembro, o avanço das negociações para a compra da fábrica da Ford Caminhões em São Bernardo do Campo, São Paulo. O Presidente do Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, e o Presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters, participaram de entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes e deram detalhes da negociação.

De acordo com o Governador do estado paulista, João Dória, operação de compra da planta industrial será feita em duas etapas. A primeira irá durar de 35 a 45 dias e é conhecida como “due diligence” – termo utilizado no âmbito de aquisições corporativas que se refere ao processo de análise das informações sobre a empresa à venda. Com os resultados, a compra da fábrica da Ford pelo Grupo Caoa será oficializada em seguida. 

Ainda segundo o Governo de São Paulo, um dos principais articuladores das negociações desde o anúncio da Ford em fevereiro, o acordo para compra da unidade prevê a continuidade da produção de caminhões no local e a preservação integral dos empregos existentes atualmente.

Segundo o Presidente do Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, a compra da fábrica no ABC Paulista não afetará a planta industrial do grupo em Anápolis, Goiás. Ainda segundo o executivo, a produção de caminhões Ford não terá continuidade em São Bernardo do Campo. “Será de outra marca. Já estamos com um entendimento e o tema está avançado”, afirmou Carlos Alberto;


Ainda segundo o executivo, a compra das instalações da Ford será realizada apenas com recursos próprios, ou seja, sem o aporte financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Questionado sobre as expectativas em relação a nova fábrica, Carlos Alberto disse que “o objetivo é torná-la viável, lucrativa e produtiva. E que ela crie empregos, que crie riquezas para o país e que traga muitas alegrias para todos em São Bernardo e no Brasil”.

Fim da Ford Caminhões
Em sintonia com a reestruturação dos negócios na América do Sul no mercado mundial, a Ford Motor Company, anunciou em fevereiro o fim da produção e comercialização de caminhões no Brasil e na América Latina.

“A Ford está comprometida com a América do Sul por meio da construção de um negócio rentável e sustentável, fortalecendo a oferta de produtos, criando experiências positivas para nossos consumidores e atuando com um modelo de negócios mais ágil, compacto e eficiente”, disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul.

LEIA: Ford anuncia fim da produção e comercialização de caminhões no Brasil e na América Latina

Confira na íntegra o anúncio de compra da fábrica:

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários