Exército Brasileiro realiza obras em 11 estados e em mais de 1.000 kms de rodovias

DNIT/Divulgação
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) recebeu, na última quarta-feira (26), alunos da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, do Exército Brasileiro. O encontro apresentou aos militares as obras da Autarquia que estão sendo executadas e planejadas em parceria com a instituição militar.
O Exército Brasileiro tem atuado em conjunto com o DNIT em 13 empreendimentos de construção e manutenção rodoviária. As obras acontecem em 11 estados, totalizando 1.167,4 quilômetros de execução.
Um dos empreendimentos é a duplicação da BR-116/RS, uma das prioridades do governo federal. A extensão do segmento é de 50,8 quilômetros e está sendo executado pelo 1º Batalhão Ferroviário. No momento, os serviços realizados são de terraplanagem e a pavimentação da nova pista. A obra encontra-se com 37 quilômetros de base executada.
Outro convênio é a conclusão de parte da BR-163/PA. A meta para 2019 é pavimentar 49 quilômetros, trecho que vai do município de Novo Progresso até Miritituba, ambos no estado do Pará. A obra está sendo executada pelo 8º Batalhão de Engenharia de Construção.
A implantação e pavimentação da BR-432/RR também está sendo executada pelo Exército, por meio do 6º Batalhão de Engenharia de Construção. A obra, com extensão de 12 quilômetros, encontra-se na fase de execução de serviços de terraplanagem.
Outras obras estão sendo realizadas nas regiões Norte e Nordeste, além de outros empreendimentos nas demais áreas do Brasil.
Pontes Emergenciais 
Outro convênio firmado entre o DNIT e o Exército Brasileiro é a montagem de pontes provisórias emergenciais. O objetivo é garantir o tráfego emergencial nas rodovias federais e o aceso às áreas isoladas por meio das pontes tipo LSB – Logistic Support Bridge. Desde dezembro de 2015, já houve 11 mobilizações das instituições.
DNIT/Divulgação
Situações Especiais 
Para garantir o escoamento da safra 2018/2019, o DNIT e o Exército traçaram uma estratégia integrada, alinhada ao Ministério da Infraestrutura. Denominada Operação Radar, as intervenções tiveram início no dia 2 de dezembro de 2018 e trazem uma série de ações, como a instalação de bases operacionais em três trechos da rodovia, localizados entre os municípios de Novo Progresso e Moraes Almeida. Além disso, a operação visa a implantar sinalização específica para controle do tráfego, além de conferir informações de trafegabilidade, andamento das obras de pavimentação e situação meteorológica na região aos usuários.
FONTE: DNIT
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário