Crescimento do setor de transporte e logística passa pela aprovação de Reformas no Congresso

O andamento das reformas Previdenciária e Tributária, no Congresso Nacional, é apontado como um dos elementos principais para o desenvolvimento do setor de transporte e logística. As medidas afetam a economia como um todo e repercutem no segmento. Na manhã desta quarta-feira (05/06), foi aberta oficialmente a 21a Feira e Congresso TranspoSul, em Bento Gonçalves (RS) com a presença de autoridades políticas e representantes das mais importantes entidades do ramo.
- A partir do momento em que se mexe um por cento no setor de transporte, repercute na cadeia toda. Então, o ano de 2020 será importante a partir do andamento das reformas necessárias. A Transposul, tenho certeza, será o início desse processo, porque é uma feira de negócios e, este, é o momento certo para comprar caminhões, acessórios e toda tecnologia que envolve nosso segmento. Se o crescimento esperado se concretizar, temos certeza que faltarão caminhões nos estoques em 2020 - afirma o presidente do SETCERGS, João Jorge Couto da Silva.
O governador em exercício do Estado do Rio Grande do Sul, Delegado Randolfo Vieira Júnior, salientou a importância de Governo e o setor de Transporte e Logística estarem sintonizados e conectados.
- Em nossos cinco meses de gestão viemos priorizando o diálogo, a conciliação e a participação das diferentes lideranças que comandam os setores que movem a economia gaúcha. Para o setor do transporte, buscamos através de negociações e parcerias público-privadas, qualificar as rodovias que cruzam o Rio Grande do Sul, pois, o desenvolvimento dos negócios de transporte, significa o desenvolvimento e o crescimento da economia do estado. Isto é bom para nós, e é bom para o Brasil – salientou.
Para o presidente da Associação Brasileira de Logística e Transporte de Carga (ABTC), Pedro José de Oliveira Lopes, a TranspoSul representa um momento importante para que o setor debata modificações importantes que o setor vive.
- Integro o Fórum Permanente do Ministério da Infraestrutura e estamos acompanhando, de perto, questões como pontos de parada e financiamentos do BNDES para caminhoneiros e motoristas de empresas. São temas que interferem na vida, tanto de autônomos como de motoristas de empresas, em todo o território nacional e Mercosul – disse.
O presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de Santa Catarina, Ari Ravaiollo, ressalta que a expectativa é muito grande porque toda feira traz muitas novidades, principalmente em relação às montadoras com tecnologia embarcada.
- São gerados muitos negócios com expositores e empresários que encontram condições especiais aqui na Feira. Aproveitaremos para oferecer os serviços da Transpocred em uma unidade móvel. É um evento bom para economia e para toda cadeia de transporte e logística - disse.
A solenidade contou com a apresentação oficial da nova gestão do SETCERGS, para o biênio, 2019/2020. Afrânio Kieling passou a bandeira do SETCERGS de forma simbólica para o atual presidente, João Jorge Couto da Silva.
Um tema que repercutiu no primeiro dia do evento, foi a nova proposta apresentada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, que pretende alterar regras envolvendo a Carteira Nacional de Habilitação. Para o setor de transporte, a que mais impactaria seria o fim da obrigatoriedade de exames toxicológicos. O presidente da Federação dos Caminhoneiros (FECAM), André Costa, alerta que é preciso muita cautela antes de fazer qualquer pré-julgamento das medidas anunciadas.
- Há ações judiciais por contas de regras do Denatran que criaram penalidades que estão sendo inconstitucionais no Supremo Tribunal Federal. Por conta disso, as alterações querem tirar essa área de penalidades do formato de resolução e passariam a compor o Código de Trânsito Brasileiro. Então, haverá um debate amplo no Congresso e todos atores envolvidos apresentarão as suas justificativas. Há estudos que mostram que o exame toxicológico mostrando que a validade de seis meses não é boa, e já foram comprovadas fraudes no país todo. Ao invés disso, por que não propor o flagrante do uso de drogas, para evitar que esses testes sejam burlados? Então aquilo que poderia se pensar que seja um retrocesso, talvez seja um avanço – explicou.
Além do SETCERGS, prestigiaram a solenidade de abertura representantes de entidade como Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logísticas (NTC&Logística), Brigada Militar, Fecomércio, Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre, Associação Rio-Grandense de Transporte Intermunicipal (RTI), Sest/Senat, Associação Gaúcha de Supermercados (AGAS), Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR), Instituto Zero Acidente, SESC, SETCESP, SINFRETURS E ATURS, Sindicarga, SETCESC, SITRAN, Fetranslog, Sindiplan, Federasul e SETRAM.
O evento acontece de 5 a 7 de junho e as inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site transposul.com. As atividades ocorrem no Parque de Eventos de Bento Gonçalves (Fundaparque). Outras informações podem ser obtidas no site transposul.com.br.
FONTE: Divulgação
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário