Veja como foi a segunda-feira de protestos de caminhoneiros

Nesta segunda-feira (10) três estados da região Sudeste do Brasil registram os primeiros protestos de caminhoneiros contra a decisão do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, de suspender a aplicação de multas por descumprimento da Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas (Lei nº 13.703, de 08 de agosto de 2018), popularmente conhecida como tabela de fretes. 


Ao contrário do que se viu em maio, os protestos registrados em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro nesta segunda-feira tiveram baixa adesão dos caminhoneiros e de entidades que representam a categoria que já vinham se posicionando contra o movimento desde o último final de semana. De acordo com os representantes, o atual momento não é o ideal para uma nova paralisação. 


Veja como foi o primeiro dia de protestos em cada estado: 
Minas Gerais 
Em Minas, o único registro verificado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas estradas que cortam o estado, a maior  malha rodoviária do país, se concentrou  na BR-116, km 804, em Além Paraíba, na Zona da Mata. De acordo coma PRF, oito manifestantes provocaram a retenção dos veículos de carga estacionados no pátio do Posto Faisão, que reivindicam contra a liminar concedida às empresas. Não houve interdição de pistas.

São Paulo 
No estado paulista, os protestos de caminhoneiros foram registrados nas primeiras horas do dia, entre meia-noite e 8h. Segundo informações do portal Estadão, entre 15 e 20 motoristas de caminhão se concentraram na rotatória da Av. Augusto Barata, a chamada reta da Alemoa, entrada do Porto de Santos (SP). A PM e a Guarda Portuária foram ao local, mantiveram a regularidade do trânsito e não chegou a haver transtorno no fluxo de caminhões. 
Pouco depois das 8h, os motoristas se retiraram da área e o fluxo permaneceu normal. "Não houve prejuízos ao trânsito, foi uma manifestação pacífica, e sem bloqueio", informou a assessoria da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).
Ainda em São Paulo, houve também registro de protestos no km 92 (nos sentidos RJ e SP) da Rodovia Presidente Dutra na parte da manhã, mas sem retenções. 

Rio de Janeiro 
No estado carioca um grande ponto de manifestação foi registrado no km 275 da Rodovia Presidente Dutra, próximo ao município de Barra Mansa. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), às 5h25 começou um bloqueio parcial, às 6h a corporação já registrava 2 km de lentidão na rodovia. 
Os manifestantes bloqueavam a passagem de outros caminhões, mas a passagem de carros de passeio era liberada. Por volta das 11h, a PRF informou que o trânsito na Dutra não tinha mais bloqueios e retenções.

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Estadão 

Postar um comentário

0 Comentários