Conama adia para 2023 a adoção de motores com tecnologia Euro 6

A Câmara Técnica de Qualidade Ambiental do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) aprovou no início deste mês a extensão do prazo para a adoção de medidas que venham a reduzir a poluição veicular no Brasil. 
Dentre essas medidas está o Programa de Controle de Poluição Veicular (Proconve) que teve prazo para adoção prorrogado para 2023. Com a decisão, caminhões e ônibus equipados com motores Euro 6 (Proconve P8) deverão entrar em circulação no Brasil somente daqui a cinco anos. 
A decisão atende a industria responsável pela produção de motores de caminhões e ônibus, que defende que o prazo de cinco anos (até 2023) é o mais adequado e necessário para adaptar os veículos pesados brasileiros ao novos limites de emissões.
De acordo com especialistas do setor industrial, a adoção do Euro 6 envolve elevados custos de desenvolvimento e esbarram na qualidade do diesel no brasileiro, um dos fatores mais preocupantes. Outro fator de grande impacto no desenvolvimento de motores Euro 6 é a atual condição da malha rodoviária brasileira. Segundo os especialistas, a grande diferença de estado de conservação entre os trechos influencia diretamente no desempenho do powertrain e do sistema de redução de emissões. 
A decisão de extensão do prazo segue agora para votação na plenária do Conama. Ambientalistas e Ministérios da Saúde e Meio Ambiente defendem o prazo final em 2022.

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Diário do Transporte
Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário