Em maio, movimentação de cargas tem queda de 16%

Com a greve dos caminhoneiros, segundo pesquisas divulgadas, as vendas no varejo tiveram queda de 30%. Segundo registros da AT&M Tecnologia, empresa líder no processo de averbação eletrônica do transporte de cargas que atende mais de 20 mil empresas no mercado, comprovam também que houve queda na movimentação de cargas. Foram 27 milhões de averbações para o transporte de cargas, sendo que no mês de abril foram 32 milhões, representando uma queda de 16%.
Segundo o sócio diretor da AT&M, Flademir Lausino de Almeida, esses dados mostram a queda da movimentação de cargas em todo o país com a greve dos caminhoneiros e seus reflexos que devem ser sentidos ainda por um período entre 5 e 15 dias, dependendo da região do país e segmento de atuação. “A expectativa é que a movimentação de cargas volte ao normal na segunda quinzena de junho”, destaca Flademir.
A transportadora quando emite os CT-es (conhecimentos de transporte) e o embarcador quando emite a NF-e (Nota fiscal eletrônica), essas informações ficam registradas no sistema da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) de cada estado. Desta forma, o SEFAZ responde positivamente através de um protocolo que significa a liberação fiscal da mercadoria. Depois, para o transporte adequado da carga de forma segura, as transportadoras e embarcadores precisam averbar suas cargas, que significa coletar todas essas informações, checar para saber se os dados da carga estão coerentes com a apólice do seguro do cliente e transmitir essa informação para a companhia de seguro.
Para que a carga fique devidamente coberta pelo seguro, o segurado disponibiliza informações do conhecimento de transporte para o sistema que checa informações exigidas pelos órgãos regulamentadores, além da vigência da apólice, valor da mercadoria, trajeto da carga, entre outros. Tudo é checado em frações de segundos pelos diversos sistemas da empresa, para que, caso ocorra algum acidente, a carga esteja devidamente assegurada e a transportadora possa receber o valor da importância segurada.
FONTE: Divulgação 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário