Cummins Inc. anuncia resultados do primeiro trimestre de 2018

A Cummins Inc. divulgou no início deste mês os resultados do primeiro trimestre de 2018. As receitas somaram US$ 5,6 bilhões, alta de 21% ante igual período de 2017. A forte demanda por caminhões, equipamentos de construção e mineração impulsionou o crescimento da receita, com impacto favorável da moeda em 2%, principalmente devido ao dólar americano mais fraco. As vendas na América do Norte melhoraram em 22%, enquanto as receitas internacionais aumentaram em 20%, lideradas pelo crescimento na Europa, América Latina, China e Índia.
“A melhora da demanda em importantes mercados para a nossa empresa combinado com a nossa forte participação no mercado global e o sucesso de novos produtos destinados a redução de emissões, resultou em um aumento de vendas de 21% no primeiro trimestre”, disse o chairman e CEO, Tom Linebarger.
Durante o primeiro trimestre, a Cummins registrou uma despesa antes dos impostos de US$ 187 milhões pelos custos previstos de uma campanha de produto. Esta campanha é parte de um plano proativo para abordar o desempenho de um componente de pós-tratamento em equipamentos rodoviários produzidos entre 2010 e 2015 na América do Norte. A empresa está no processo de finalização dos detalhes da campanha e, como é habitual, a campanha está sujeita à aprovação regulamentar.
O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) no primeiro trimestre foi de US$ 700 milhões, ou 12,6% das vendas. Excluindo o impacto da cobrança da campanha, o Ebitda do primeiro trimestre de 2018 foi de US$ 887 milhões, ou 15,9% das vendas.
O lucro líquido atribuível à Cummins no primeiro trimestre foi de US $ 325 milhões . Os resultados do primeiro trimestre incluíram US$ 78 milhões em despesas tributárias discretas, relacionadas principalmente à reforma tributária dos EUA. Excluindo os encargos tributários discretos, o lucro líquido atribuível à Cummins no primeiro trimestre foi de US$ 403 milhões, refletindo uma alíquota de 23%.
“A Cummins entregou sólido desempenho operacional no primeiro trimestre, liderado por margens incrementadas pelo segmento de Sistemas de Energia. Como resultado da demanda crescente e dos benefícios contínuos das iniciativas de redução de custos, aumentamos nossa perspectiva para o ano todo em vendas e Ebitda”, complementa Linebarger.
Com base na previsão atual, a Cummins espera que as receitas do ano de 2018 sejam de 10% a 14%, em comparação com 2017, de 4% a 8%. O Ebitda está projetado para estar na faixa de 15,4% a 15,8% das vendas. Excluindo o impacto da cobrança do primeiro trimestre para a campanha de produto, o Ebitda para 2018 deve ficar na faixa de 16,2% a 16,6%. A empresa devolveu US$ 341 milhões aos acionistas em forma de dividendos e recompra de ações no primeiro trimestre, consistente com seu plano de retornar pelo menos 50% do fluxo de caixa operacional em 2018.

Destaques 1º Trimestre 2018 
A Cummins foi nomeada uma das empresas mais éticas do mundo pelo Ethisphere Institute, líder na definição e avanço dos padrões de práticas comerciais éticas. Este é o 11º ano consecutivo em que a Cummins se destaca na lista do Ethisphere.
A empresa também recebeu a maior classificação por seu desempenho ambiental e social do Institutional Shareholder Services (ISS), importante fonte de informações para investidores institucionais. Esta é a primeira vez que a ISS revisa as empresas em uma base ambiental e social.
O novo motor Cummins ISG 12, produzido na fábrica de motores de Jamestown, em Virgínia, nos EUA, tornou-se o motor de caminhão on-road de primeira classe, certificado pelo California Air Resources Board, por conta do padrão de emissões próximo de zero.
FONTE: Divulgação 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário