Obra para evitar atoleiros na BR 163 não deve ser concluída este ano

Os atoleiros na BR 163 que tiraram o sossego de caminhoneiros e prejudicaram o escoamento de grãos no arco norte brasileiro, no ano passado, podem voltar a se repetir em 2018.
O Exército foi convocado para pavimentar a estrada e atua na região desde setembro do ano passado. O prazo de entrega da obra é até o final do ano, mas na opinião do ministro da Agricultura Blairo Maggi o trabalho não será concluído a tempo.
A BR 163 liga Cuiabá, em Mato Grosso, a Santarém, no Pará, e é considerada uma importante via de escoamento da produção de grãos do Centro-Oeste pelos portos paraenses.
A rodovia tem 955 quilômetros de extensão, dos quais 100 quilômetros não estão asfaltados. O investimento para asfaltar o trecho de 65 quilômetros entre Novo Progresso e Igarapé do Lauro, no Pará, está orçado em  R$ 128 milhões.
Nos períodos de maior intensidade de escoamento da produção, trafegam até 1.500 caminhões pela BR.
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário