Facchini

IVECO

Pesados: demanda amplia redes

O aquecimento da economia brasileira tem elevado o volume de obras de infraestrutura que acabam demandando um maior número de caminhões. O crescimento da safra e as operações do agronegócio também estão contribuindo para o aumento das vendas desse setor. Para dar conta dessa alta procura, as montadoras têm produzido mais e expandido as suas redes de concessionárias pelo mercado brasileiro.
“O agronegócio, principalmente da região sul, está aquecido, com uma bela safra, e isso anima, e muito, o setor de transporte. Somado a isso, há uma vontade de renovar a frota, há financiamentos e o empresário está comprando caminhão”, diz Luiz Anselmo Trombini, presidente da Fetranspar (Federação das Empresas de Transporte de cargas do Estado do Paraná).
Diante desse cenário positivo, a Volvo pretende elevar o número de lojas de 79 para 89 neste ano. Após abrir uma concessionária em Santa Catarina no início deste ano, a marca anunciou a inauguração de duas novas unidades na região Centro Oeste, nas cidades de Porto Velho (RO) e Rondonópolis (MT), com investimentos de R$ 8 milhões.
De acordo com a montadora sueca, tais concessionárias estão sendo abertas pela demanda pontual e em função do plano de crescimento no mercado nacional. O Brasil é o maior mercado da Volvo caminhões. Segundo a empresa, as vendas cresceram mais de 80% no mercado doméstico em 2010, na comparação com o mesmo período de 2009, totalizando 16.2 mil caminhões pesados e semipesados.
“A inauguração das novas casas faz parte do plano de expansão e aumento de capacidade da rede de concessionários Volvo para que nossos clientes possam continuar contando com o melhor”, salienta Roger Alm, presidente da Volvo do Brasil.

Mercedes-Benz
Nesta semana, a Mercedes-Benz anunciou a abertura de duas novas lojas no mercado brasileiro, mais precisamente no Estado de São Paulo, nas cidades de Itatiba e Limeira. A montadora possui a maior rede de concessionárias 162 lojas espalhadas pelo mercado nacional e 38 postos de atendimentos com oficinas, serviços e vendas de peças.
Segundo informações da montadora, a área de desenvolvimento da rede vem estimulando os concessionários Mercedes-Benz a atuarem mais próximos das operações dos clientes.
Por exemplo, com instalações em rodovias de intensa movimentação de caminhões, nas regiões que mais crescem no País. "Queremos atender bem, no lugar certo e com instalações adequadas ao perfil dos clientes e ao tipo de produto que necessitam", diz Tânia.
As novas lojas, Consoline e Pirasa, já possuem o novo conceito urbano. "O objetivo é assegurar excelência na prestação de serviços aos clientes, oferecendo um atendimento com mais qualidade e agilidade", afirma Tânia.

Grupos econômicos
A Iveco possui 96 unidades espalhadas pelo mercado nacional e pretende chegar a 130 neste ano. Uma das novidades apresentadas ao mercado foi a possibilidade aquisição de lojas por meio de transportadoras. Caso da Rodonaves que comprou duas concessionárias nas regiões de Campinas e Caçapava/São José dos Campos anteriormente operadas pelo Grupo Viamar.
“As vendas Iveco aumentaram cinco vezes desde 2006. A rede de concessionárias cresceu e dobrou de tamanho no período e, além disso, a marca renovou toda a sua gama de produtos em quatro anos, um fato inédito no setor automotivo", declarou João Naves, presidente da RTE Rodonaves.
Orlando Merluzzi, diretor de gestão e desenvolvimento de rede da Iveco, disse que a Rodonaves agrega força à Iveco e confirma o bom momento da marca no país, que continua atraindo novos grupos econômicos interessados em participar da rede no território nacional.
NOTÍCIA ANTERIOR PRÓXIMA NOTÍCIA