Transportadoras vão reduzir operações no RJ a partir de 21 de agosto

Em entrevista ao CBN Rio, o presidente da Federação do Transporte de Cargas do Estado, Eduardo Rebuzzi, disse que, a partir do dia 21 de agosto, empresas do setor vão reduzir as operações no Rio de Janeiro, por causa da alta no número de roubos e da violência contra os profissionais. Segundo ele, a medida pode provocar desabastecimento de alguns itens, como combustíveis para aviões.
Rebuzzi participou, na quarta-feira, de uma reunião na Secretaria de Segurança. Com base nos dados apresentados pela Federação do Transporte de Cargas, a pasta se comprometeu a apresentar, na sexta-feira, um planejamento durante uma reunião no Palácio Guanabara.
“Eles não têm o domínio completo da situação. O que preocupa muito é que a toda hora eles dizem que o plano só terá a sua aplicação efetiva iniciada quando houver recursos. O que se nota é que não recursos”.
O presidente da entidade classificou a mobilização das empresas do setor como uma reação aos problemas enfrentados para atuar no Rio de Janeiro.  
“Não é um movimento. É uma reação natural de quem está sofrendo muito e está vendo seu trabalhador em risco de vida. Se imagina que, na reunião no Palácio Guanabara, nós tenhamos algumas informações positivas e concretas, que esses índices (de violência) comecem a cair, e que essa e que a situação de você ter uma reação deste nível não aconteça”. 
Rebuzzi defendeu ainda uma ocupação firme na região do Chapadão e da Pedreira, duas comunidades da região da Pavuna, na Zona Norte do Rio, que são redutos de quadrilhas especializadas neste tipo de crime.
FONTE: CBN 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário