Chefe Secreto: uma experiência nova e rica para a Transpes

A participação da Transpes no quadro “Chefe Secreto”, do Fantástico, mostrou ao Brasil um pouco da rotina da companhia que foi eleita “Empresa do Ano” pelo Guia Você s/a – As Melhores Empresas para Você Trabalhar, e mexeu com a rotina das filiais envolvidas. Conheça um pouco dos bastidores das gravações e dos personagens participantes.
No segundo semestre de 2016, a rotina da Transpes foi movimentada por uma novidade: com a Presidente do Conselho da companhia, Tarsia Gonzalez, convidada a participar do quadro “Chefe Secreto”, do programa dominical Fantástico, da rede Globo, algumas das filiais da empresa tiveram seu cotidiano agitado pela presença das equipes de filmagem da emissora. O quadro, que consiste em infiltrar um dirigente da empresa, disfarçado, no meio dos seus funcionários, para que conviva com o “chão de fábrica” durante duas semanas, transformou Tarsia Gonzalez em Vitória Fernandez, a novata aprendiz que iria “estagiar” por alguns setores da companhia, para aprender o seu serviço.
A saga de Vitória Fernandez foi ao ar nos dias 8 e 15 de Janeiro, nos episódios de estreia da temporada 2017 do quadro global, comandado pelo consultor de carreiras Max Gehringer. Foram duas semanas em que o Brasil conheceu um pouco da rotina da Transpes, eleita “Empresa do Ano” pelo Guia Você s/a – As Melhores Empresas para Você Trabalhar, conferindo à companhia um nível de popularidade nunca antes experimentado e elevando Tarsia Gonzalez, instantaneamente, à condição de celebridade. A forma como a gestora da Transpes conduziu seu personagem e o desfecho das histórias dos funcionários que participaram do quadro emocionaram os espectadores e causaram uma avalanche de acessos e interações nas redes sociais da companhia.
Mas como isso tudo aconteceu? Como foram realizadas as gravações? Como foram selecionados os funcionários participantes?
Tudo começou em Maio de 2016, quando Tarsia Gonzalez recebeu um telefonema de Amanda Prada, executiva da Globo, convidando-a para uma reunião em São Paulo. Dessa reunião, realizada em 2 de Junho, surgiu o convite para a participação na nova temporada do “Chefe Secreto”. Daí até Agosto, quando foram realizadas as gravações, foram meses de muito planejamento: era necessário montar o personagem, selecionar os locais de gravação e os funcionários participantes, e bolar a “desculpa” para ter uma equipe de gravação dentro da companhia. Tudo tinha que estar “redondinho” quando fossem iniciadas as gravações.
Primeira questão a ser solucionada: quem participaria do programa? Quais seriam os funcionários que iriam interagir com Tarsia Gonzalez, em suas duas semanas como Vitória Fernandez? A solução para essa questão veio por meio de um projeto de endomarketing que buscou identificar as aspirações, os sonhos dos funcionários dos diversos setores da Transpes. O projeto “Qual é o seu sonho?”, “embalado” no contexto da celebração dos 50 anos de fundação da companhia, estimulou os funcionários a revelarem qual era o seu maior sonho. Esses “testemunhos” muniram o departamento de Recursos Humanos de um precioso material, que possibilitou a identificação de muito mais que simples sonhos, mas de histórias de vida, anseios profissionais e muito mais.
Identificados os participantes, hora de gravar! Mas como fazer para uma equipe de filmagem ficar por duas semanas gravando nas dependências da companhia, sem levantar nenhuma suspeita? Mais uma vez, o aniversário da empresa foi o pretexto perfeito: “estamos gravando um vídeo comemorativo dos 50 anos da Transpes”, era a desculpa. E assim foi durante as duas semanas de gravação, na unidade de Atibaia-SP e na matriz da companhia, em Betim-MG.
Ao participar do quadro, Tarsia Gonzalez não apenas conheceu de perto as histórias dos seus funcionários, mas também pôde identificar não conformidades em alguns processos e corrigi-los. “Após a convivência de duas semanas com os funcionários, percebi que existiam responsabilidades muito grandes em relação à companhia que não eram percebidas no dia a dia, não conformidades que surgiam como necessidades de melhoria, ações preventivas que só foram possíveis de serem identificadas uma vez vivenciadas no dia a dia”, explica a gestora.
A revelação aos funcionários de que a novata Vitória Fernandez era, na verdade, a Presidente Tarsia Gonzalez foi outro momento interessante. Com os quatro funcionários que participaram diretamente do quadro, a conversa foi individual, na sala da Presidente, com tudo devidamente registrado e exibido pelo Fantástico. Mas igualmente marcante – e até divertida – foi a revelação ao restante da equipe da companhia, o que aconteceu em um evento, ainda em 2016, na sede da Transpes. O objetivo do evento era divulgar para os funcionários os resultados do projeto “Qual é o seu sonho?” e ninguém sabia da surpresa que estava preparada. Todos receberam a notícia com um misto de incredulidade e satisfação, e puderam assistir, em primeira mão, a algumas das imagens captadas para o “Chefe Secreto”.

Funcionários relatam sua experiência
Conversamos com os funcionários que participaram do “Chefe Secreto”, em busca de curiosidades a respeito do quadro. Cada um deles relatou suas impressões sobre a participação e expôs suas expectativas.
Adilson Rosa da Silva, o funcionário da borracharia da filial de Atibaia-SP, que contou, no programa, que recorreu ao programa “Acolhimento”, da Transpes, para tratar do alcoolismo, e que agora encontra-se reinserido em suas atividades, afirma que se sente muito bem em trabalhar na empresa e que gostaria de ser mais reconhecido no trabalho que faz.
“Foi uma surpresa maravilhosa para mim participar do ‘Chefe Secreto’, pois a gravação, a princípio, não era comigo, e sim com outra pessoa. Nem esperava; nunca imaginei, algum dia, aparecer no Fantástico ou em qualquer outro jornal! Foi ótimo também realizar o sonho de viajar pra praia com meus filhos e minha mãe. Eles também adoraram!”, conta Adilson.
O jovem Adriano Muniz Braga Junior, lavador, lubrificador e operador de tratamento da sede da companhia, em Betim-MG, também fala de sua satisfação em participar e relata um pouco da experiência: “Foi bem legal participar! Em momento nenhum desconfiei de nada, porque falaram que a filmagem era para a festa de 50 anos. A Vitória, desde o início, foi muito natural, procurou aprender o serviço e, em momento algum, eu tive motivo de desconfiar. A única hora em que gerou dúvida foi quando falamos do pai dela, mas voltamos e trabalhamos o dia inteiro, e parei de pensar nisso. Ela ficou o dia inteiro e apreendeu tudo de lavador e tratamento. Já conhecia a Tarsia, de vista, e nunca tinha tido contato mais direto com ela”, conta, e acrescenta: “A família se reuniu pra ver o programa e foi a maior bagunça!”
Sobre a experiência de trabalhar na Transpes, Adriano conta que, com quase 3 anos na empresa, teve a oportunidade de mudar de área e que, agora, é líder do lavador. “Estou feliz com as oportunidades e com a confiança que depositam em mim”, ressalta e, sobre os “sonhos” que enviou ao projeto da Transpes, comenta: “Meu objetivo é crescer e - como posso dizer? – ‘fazer função’ de cargo importante. Então fiz a escolha certa e não arrependo dos meus pedidos. Estou acabando os cursos que me deram e, depois, a Transpes vai me ajudar no plano de carreira.”
Já a motorista de carreta Neuza Gomes, única mulher entre todos os motoristas da companhia, conta que nem imaginava do que se tratava, e que achou que a personagem Vitória era real – uma novata que estava entrando para trabalhar como Técnica de Segurança, querendo ver se seu trabalho estava sendo realizado de maneira correta. Ela relata uma curiosidade: “O que me marcou mais foi ela ter pedido pra dirigir. Fiquei enrolando, mas não poderia deixar, porque o caminhão é minha responsabilidade, né? Estava carregado; jamais ia deixar! Carregado com um vagão! Já pensou se eu dou o volante pra ela?”
Neuza conta o que mudou na sua vida após aparecer na Globo: “Está sendo muito legal! O pessoal comenta quando me vê na rua. Esses dias, um cara andou na contramão, perto de casa; retornou pra me cumprimentar! Estou recebendo um monte de coisa no meu ‘Face’ e estou respondendo todo mundo. Cada texto grande!”
Quem conta mais curiosidades é o Sílvio Eduardo dos Santos, o outro motorista da companhia que participou do quadro. Ele relata que estava indo para Belém, no Pará, quando foi chamado pelo seu gestor, para vir para Betim. “Cheguei na matriz e o Alfonso (Gonzalez, irmão de Tarsia Gonzalez e Diretor de Operações da companhia) me chamou na sala e falou da filmagem de 50 anos, que era pra fazer meu trabalho lá, que iam filmar, pra mostrar como que funciona.”
Bem humorado, ele conta que nem sabia da chegada da Vitória Fernandez. “O guindaste estava no lugar. Aí ela veio e falou que estava fazendo estágio como Técnica de Segurança e ficou lá, fazendo pergunta, né?! A gente olhava e pensava: ‘Que isso, rapaz?!’ A gente estava preocupado em montar a carga da melhor forma possível, pra mostrar como realmente é a vida desse trabalho e ficar bonito pras câmeras.”
Sílvio havia participado do projeto “Qual é o seu sonho?” e revelado que sonhava com uma viagem de lua-de-mel para selar o casamento civil entre ele e a esposa (até então casados só no religioso). Ele mesmo conta como foi sua reação, ao saber que havia sido contemplado: “Rapaz, você não tem noção da repercussão que foi! Ajudou a reatar meu casamento! Essa foi a melhor parte, viu?! Eu liguei pra ela avisando, ela ficou toda desconfiada...”

Algumas curiosidades
- A área de RH da Transpes recebe, em média, algo em torno de 100 currículos por mês, via internet. Apenas no dia 9 de Janeiro, após a exibição do primeiro episódio do “Chefe Secreto”, a companhia recebeu mais de 600 currículos através dos seus canais digitais.
- Após a exibição do primeiro episódio do quadro, o site da Transpes teve, em um dia, um número de sessões de navegação correspondente ao período do mês inteiro do ano anterior. O aumento no número de acessos ultrapassou 400%!
- Tarsia Gonzalez, protagonista do “Chefe Secreto”, mantém um blog, onde publica diariamente conteúdos sobre gestão empresarial, empreendedorismo, estilo de vida e outros temas. O blog também teve um salto em seu número de visitantes, que foi multiplicado por quase 6 vezes, num espaço de 15 dias.
- Durante as duas semanas em que esteve envolvida com o “chão de fábrica”, Tarsia Gonzalez identificou 24 não conformidades ou necessidades de melhoria nos processos da companhia. As não conformidades estão sendo sanadas (algumas foram até mostradas no “Chefe Secreto”) e as melhorias, implementadas.

Assista aos dois episódios do Chefe Secreto, com Tarsia Gonzalez, clicando nos links:
- VÍDEO DO EPISÓDIO 1: Clique aqui
- VÍDEO DO EPISÓDIO 2: Clique aqui
FONTE: Tranpes 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Sugiro fazer programa destes dentro das unidades prisionais do estado de são Paulo no interior ...

    ResponderExcluir