Pesquisa indica que 10% dos motoristas dirigem com sono

Caminhoneiros que rodam pelas estradas brasileiras enfrentam problemas de saúde, dirigem com sono e admitem o uso de anfetaminas. Essa é a realidade revelada pela campanha Saúde na Boleia Arteris, que terá mais uma edição nesta quinta e sexta-feira no km 25 da BR-101 em Joinville-SC - no posto Rudnick -, em uma região por onde circulam cerca de 10 mil caminhões por dia.
A campanha Saúde na Boleia é itinerante e proporciona aos motoristas uma série de serviços de saúde em um estande montado às margens das rodovias. No evento desta semana, a Autopista Litoral Sul irá oferecer aos motoristas exames básicos (IMC/Glicemia, Pressão Arterial/Eletrocardiograma) e consultas com especialistas: dentista, psicólogo, fisioterapeuta, nutricionista.
Entre agosto de 2015 e agosto de 2016, a campanha também entrevistou 5 mil caminhoneiros nas regiões sul e sudeste, e revelou dados preocupantes. Entre eles, a informação de que 10% dos motoristas dirigem com sono e estão na faixa mais alta na escala de sonolência (Epworth),  com risco 70% maior de sofrer acidentes. Além disso, 8% dos caminhoneiros admitiram o uso anfetaminas para enfrentar a rotina desgastante e prazos apertados.
— Trafegar com carga e em alta velocidade requer o máximo de atenção e reflexos dos motoristas. O sono potencializa uma série de acidentes e coloca em risco a vida dos demais usuários da rodovia. Preocupados com essa realidade, realizamos programas permanentes de apoio ao transportador, como o Saúde na Boleia —, destaca o gerente de operações da Arteris, Elvis Granzotti.

Edição do Saúde na Boleia em Joinville:
Quando: 22 e 23 de setembro, das 10h às 19h;
Onde: No km 25 da BR-101, em Joinville, no posto Rudnick;
Serviços: Exames básicos de saúde, consultas com psicólogo, dentista, nutricionista e fisioterapeuta
Público: Caminhoneiros.

Pesquisa Saúde na Boleia:
- 39% dos entrevistados ficam fora de casa por mais de 20 dias por mês;
- 1% enfrenta jornada de mais de 18 horas diárias;
- 40% dormem no próprio caminhão;
- 8% dos caminhoneiros admitiram o uso de anfetaminas;
- 19% afirma que já se envolveram em acidentes nas estradas;
- 1 em cada 10 motoristas está na faixa mais alta da Escala de Epworth, com risco 70% maior de sofrer acidentes;
- 24% dos motoristas estão obesos;
- 25% estão com sobrepeso;
- 14% sofrem com hipertensão;
- 33% apresentam colesterol alto;
- 61% estão com taxa alta de glicemia
- 40% estão com triglicérides alta.
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. se comparada ao resto da populaçao brasileira a nossa saude ta dentro da normalidade nao sei o que ha de estranho nisso talvez seja so mais uma reportagem para denegrir nossa imagem ou mostra que temos jornalistas muito incompetentes

    ResponderExcluir
  2. Nós do www.carroceriasboiadeiro.com.br também prezamos pela segurança nas estradas!

    ResponderExcluir
  3. Nós do www.carroceriasboiadeiro.com.br também prezamos pela segurança nas estradas!

    ResponderExcluir