Casos de evasão de pedágio aumentam 90%

Por dia, pelo menos 40 motoristas fogem da cobrança de pedágio em um único trecho da Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326), em Colina (SP). Segundo a concessionária, a taxa de evasão na praça de pedágio aumentou 90% no primeiro trimestre de 2016.
De acordo com o gerente de operações da administradora Tebe S/A Fernando dos Santos, em 2015 foram registrados 11,6 mil casos de evasão na praça de pedágio em Colina, e só nos primeiros quatro meses de 2016, o número já chegou a 7 mil casos.
Segundo ele, a maior parte dos motoristas 'fujões' são caminhoneiros. “Eles passam nas pistas automáticas a mais de 100 Km/h. Eles estão mudando as placas dos caminhões, justamente, para que eles não sejam fotografados", afirmou Santos.
Imagens gravadas no local flagram a situação e mostram o perigo causado pela irregularidade que colocam em risco também funcionários do pedágio.
"Ele coloca em risco os outros usuários da rodovia que estão transitando e os funcionários que trabalham na praça de pedágio, já tivemos alguns incidentes nesse sentido”, afirma o tenente da Polícia Rodoviária, Antonio Carlos Pilon.
Para tentar alertar os caminhoneiros sobre os riscos de ultrapassar o pedágio sem pagar, a concessionária e a Polícia Rodoviária realizaram uma ação durante a semana na praça em Colina. A operação também verificou placas adulteradas.
No caso de evasão de pedágio, a infração é considerada grave, com cinco pontos na carteira e pagamento de multa de R$ 127. Já alterar as placas é considerada infração gravíssima, com sete pontos na carteira e multa de R$ 191.

Flagrante
Durante a ação da concessionária com a Polícia Rodoviária, o caminhoneiro Marciel Almeida Lima foi autuado em flagrante por estar com a numeração apagada. De acordo com o caminhoneiro, ele não sabia que a falta de regularização era crime.
“Não sabia que era crime, na verdade, eu não tinha visto que a placa estava arranhada. A verdade é essa. Se eu tivesse visto, teria parado em algum lugar e mandado pintar. Agora aprendi”, afirma Lima.
FONTE: G1 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário